Harrison Ford comenta destino de Han Solo em O Despertar da Força

Depois de voltar ao personagem clássico de Star Wars, ator dará vida novamente a Indiana Jones

Redação Publicado em 21/03/2016, às 17h55 - Atualizado às 18h00

Pôster de Star Wars – O Despertar da Força com o personagem Han Solo (vivido por Harrison Ford)
Reprodução/Site oficial

Atenção: o texto abaixo pode conter spoilers de Star Wars: O Despertar da Força

O ator Harrison Ford, responsável por dar vida ao lendário Han Solo em Star Wars, comentou os acontecimentos com personagem no mais recente longa da cinessérie, O Despertar da Força, lançado em dezembro do ano passado.

Em entrevista ao site do Entertainment Weekly, Ford afirmou que “argumentou para que Han Solo morresse durante os últimos 30 anos”. Mas isso não significa que ele não gosta do personagem – um dos mais queridos pelos fãs.

“Acho que é um destino apropriado para o personagem”, comentou o ator. “Não porque eu estava cansado dele – ou porque ele era entediante –, mas o sacrifício dele por outros personagens geraria honra e peso emocional.”

Depois de voltar a interpretar Han Solo, em 2015, Ford retornará à pele de outro personagem icônico: Indiana Jones. Recentemente foi confirmado que ele e o diretor Steven Spielberg vão se reunir para realizar o quinto filme da saga homônima.

O próximo longa de Indiana Jones tem previsão de chegar aos cinemas em 19 de julho de 2019, de acordo com o site da revista The Hollywood Reporter. O filme chega depois da tentativa de rebootar a cinessérie em 2008, com Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal.

Na ocasião, Ford se juntou a Shia LaBeouf (que interpretou o filho de Jones). Havia a esperança de que o jovem ator, então, continuaria levando adiante a franquia, mas o longa não foi tão bem recebido e os outros filmes nunca vingaram.

Assim como O Despertar da Força, o próximo filme de Indiana Jones será o primeiro da saga a ser feito pela Disney. Em 2012, a empresa comprou a Lucasfilm, o que incluía a aquisição dos direitos a Star Wars.

Porém, a gigante do entretenimento teve que fazer um acordo separado com o estúdio original de Indiana Jones, a Paramount, para poder ficar com esta franquia. Neste acordo, realizado em 2013, ficou decidido que a Paramount manteria os direitos sobre os quatro primeiros longas e, ainda, que receberá uma participação nos lucros de produções futuras.