Harry Potter quase teve final totalmente diferente - mas J. K. Rowling cometeu erro e matou personagem

O último livro do jovem bruxo foi lançado há 13 anos

Redação Publicado em 19/02/2020, às 20h05

None
Harry Potter e As Relíquias da Morte (Foto: Reprodução)

O enredo final de Harry Potter seria bem diferente se J.K Rowling não tivesse mudado a narrativa de um personagem e, posteriormente, o matado. As informações são do site ScreenRant.

Florean Fortescue era um bruxo dono de uma sorveteria famosa no mundo mágico. Na obra O Prisioneiro de Azkaban, Harry passa os dias fazendo o dever de casa no estabelecimento. Durante isso, Fortescue ajudava o jovem com a matéria História da Magia.

+++ LEIA MAIS: 9 detalhes escondidos em Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2 [LISTA]

Apesar do personagem ter tido bastante espaço para um desenvolvimento, em O Enigma do Príncipe, ele acaba por ser sequestrado por Comensais da Morte e assassinado por Voldemort.

O destino trágico e súbito do vendedor não fazia parte do plano original de J.K. Rowling. No site Pottermore, a autora comentou como Florence tinha um conhecimento profundo -passado de geração a geração - sobre as horcruxes a Varinhas das Varinhas e o diadema da Corvinal.

+++ LEIA MAIS: Daniel Radcliffe escolhe quem gostaria de interpretar se não fosse o Harry Potter na saga de J.K. Rowling

Na ideia original, quando fosse sequestrado, Fortescue obteria mais informações sobre Voldemort e seria resgastado depois por Harry, Rony e Hermione. Contudo, quando Rowling escreveu As Relíquias da Morte 2, ela optou por deixar Phineas Nigellus Black dar para o jovem dicas sobre a varinha e a Dama Cinzenta dar pistas sobre o diadema.

Com a nova decisão, o enredo de Florence foi cortado e a autora sentiu que o personagem foi morto por nenhum motivo - e sem dar para a história o impacto original planejado. 


+++ SESSION ROLLING STONE: RUBEL TOCA MANTRA