Harry Styles é perseguido por morador de rua em Londres e leva caso para a justiça

O cantor declarou que ofereceu ajuda ao homem, mas depois se sentiu "assustado" com o comportamento dele

Redação Publicado em 15/10/2019, às 12h36

None
Harry Styles. (Foto: Charles Sykes/ AP)

Harry Styles compareceu à corte de Hedon Magistrate, em Londres, para depor sobre o morador de rua que passou a persegui-lo após receber ajuda. Ele ofereceu comida e um quarto de hotel a Pablo Tarazaga-Orero, 26, que dormia no ponto de ônibus em frente à casa do cantor em uma noite gelada.

Segundo o The Telegraph, o homem pediu para Styles comprar feijões de soja, porque ele era vegano. No dia seguinte, comprou comida em um café vegano e entregou para Tarazaga-Orero.

O ex-One Direction contou à corte que, em seguida, o homem pediu para ir em um restaurante com o artista e isso o "assustou". Ele disse: "Achei um pouco estranho. A expressão fácil dele fez eu me sentir um pouco desconfortável".

+++ Leia Mais: 7 coisas que aprendemos com Harry Styles na capa da Rolling Stone EUA

Durante meses, Tarazaga-Orero passou a acampar na frente da casa de Styles e colocar recados na caixa de correios. O cantor revelou que chegou até a contratar um segurança noturno, identificar os lugares vulneráveis da casa e a trancar a porta para dormir.

No tribunal, o acusado declarou ter sido convidado para passar a noite com o cantor em um quarto de hotel. Contudo, a afirmação foi rapidamente considerada falsa. Mais tarde, ele confessou para a BBC que só queria o dinheiro do cantor.

+++ Leia Mais: Do One Direction a cogumelos: o crescimento de Harry Styles como um astro do rock

“Eu só queria o dinheiro que ele me ofereceu. Eu não tenho nenhum sentimento por ele. Não estou apaixonado por ele.”

Pablo Tarazaga-Orero foi considerado culpado pelo Tribunal Distrital Nigel Deane por perseguição e será sentenciado no dia 21 de outubro.