HBO Max pode deixar de existir? Jornalista responde

Segundo Grace Randolph, a plataforma de streaming e o Discovery+ podem estar com seus dias contados

Redação Publicado em 03/08/2022, às 19h00

None
Pôster de divulgação do HBO Max (Foto: Reprodução/ HBO Max)

Na tarde desta quarta-feira, 03, a jornalista Grace Randolph divulgou em seu Twitter que o serviço de streaming da HBO pode chegar ao fim. Segundo ela, a Warner Bros. Discovery continuará com sua reestruturação, o que pode extinguir o HBO Max.

Indicando que as informações são preliminares, Randolph pontuou que a ideia da Warner Bros. seria substituir o HBO Max por outra plataforma. Nesse sentido, o novo serviço combinaria todos os conteúdos da Warner Bros. Discovery.

+++LEIA MAIS: Batgirl: Por que Warner cancelou filme da heroína? Site explica

Não terá HBO no nome, e também não terá Discovery. Como já relatei, todo conteúdo roteirizado da HBO Max irá para a HBO”, escreveu ela, no Twitter. “Será um banho de sangue ao estilo CNN+ para os funcionários do streaming.”

Mais tarde, um relatório do TheWrap informou que 70% da equipe de desenvolvimento da HBO Max seria demitida caso a mudança acontecesse. “Parece que não estão mais fazendo programas roteirizados da HBO Max, e a HBO assumirá o controle. Então, menos programas com roteiros em geral”, afirmou uma fonte do veículo.

Ainda de acordo com o TheWrap, a França deve ser o primeiro país a ter acesso ao novo serviço, caso realmente aconteça uma fusão entre as plataformas HBO Max e Discovery+. Nesse sentido, espera-se que a mudança seja feita em três meses, sendo que, no final, as mais de 200 mil horas de programação estariam disponíveis em apenas um aplicativo.

+++LEIA MAIS: Homem-Aranha: Sem Volta para Casa está disponível na HBO Max


Filmes retirados da HBO Max e fim de Batgirl

Também nesta quarta-feira, 03, a Variety divulgou que diversos filmes exclusivos do HBO Max foram retirados da plataforma. Sem qualquer justificativa, os títulos Moonshot, Superintelligence, The Witches, An American Pickle, Locked Down e Charm City Kings, todos lançados entre 2020 e 2022, foram apenas removidos do serviço, que não comentou o caso.

A curiosa notícia veio logo depois do cancelamento de Batgirl pela Warner Bros., mesmo com o longa quase completo. Para justificar o descarte do filme, que custou cerca de US$ 100 milhões (com refilmagens e atrasos em decorrência da pandemia de coronavírus), o estúdio citou uma “mudança estratégica de nossa liderança”.