Henry Cavill vs Benedict Cumberbatch: qual Sherlock Holmes foi melhor?

Site listou motivos para eleger um ou outro - mas a decisão é do público

Redação Publicado em 07/10/2020, às 13h28

None
Sherlock Holmes interpretado por Henry Cavill (Foto: Reprodução/Netflix) e Benedict Cumberbatch (Foto: Divulgaçã/BBC)

Sherlock Holmes é um dos personagens mais conhecidos da literatura. Criado por Arthur Conan Doyle, o detetive já foi interpretado por grandes nomes em adaptações cinematográficas e em séries. Na BBC, Benedict Cumberbatch protagonizou quatro temporadas de Sherlock, e Henry Cavill assumiu o papel no filme Enola Holmes, da Netflix. 

O filme sobre a irmã adolescente de Sherlock foi processado pelos representantes do espólio do autor por atribuir “sentimentos demais” ao famoso detetive, conhecido pela mente afiada e pouca emoção - o problema seria que a faceta mais humana do personagem estaria em contos ainda protegidos por direitos autorais

+++ LEIA MAIS: Com o fim de Homem de Ferro, Robert Downey Jr. planeja "universo MCU" para Sherlock Holmes

Apesar das polêmicas, Cavill agradou no papel como Sherlock e deixou muita gente em dúvida sobre qual ator fez melhor trabalho na pele do detetive. O site ScreenRant listou uma série de motivos para eleger Cumberbatch ou Cavill e ajudar nessa decisão do público. 

Henry Cavill em Enola Holmes 

A versão de Cavill mostra um Sherlock mais cuidadoso com a família, após anos afastado do lar, e um detetive com menor tendência ao drama - e, por isso mesmo, mais aberto para relações interpessoais. A publicação reconhece que, como personagem coadjuvante, o ator não teve a chance de desenvolver todo o potencial. 

+++ LEIA MAIS: Quanto Henry Cavill recebeu para estrelar em The Witcher?

Benedict Cumberbatch em Sherlock 

Logo de cara, a aparência e porte físico de Cumberbatch são muito fiéis à descrição do intelectual nos livros. Outra semelhança pontuada pelo ScreenRant é a personalidade de gênio excêntrico e dramático. Assim como a história canônica, o ator representa um personagem solitário, com dificuldades para se conectar com os outros. Ao longo das quatro temporadas, o personagem se desenvolve de um homem imaturo para uma pessoa com mais empatia.


+++ TERNO REI: ‘ANTES DE LANÇAR, VOCÊ NUNCA SABE SE É BOM OU RUIM’ | ROLLING STONE