“Hoje perdi mais um irmão e o Brasil, um grande baixista”, lamenta Júnior Lima

Músicos estiveram juntos no projeto Nove Mil Anjos

Redação Publicado em 09/09/2013, às 11h01 - Atualizado às 12h04

“Não quero roubar o lugar de ninguém, só quero continuar o que a gente estava fazendo”, disse Champignon durante show d'A Banca na Virada Cultural 2013
Rogério Motoda

Durante os tempos em que se desentendeu com Chorão e ficou fora do Charlie Brown Jr., Champignon integrou a banda Nove Mil Anjos, que contava também com a presença de Júnior Lima. O músico lamentou em nota a morte do amigo, cujo corpo foi encontrado na madrugada desta segunda:

Relembre alguns momentos da vida de Champignon.

“Hoje perdi mais um irmão e o Brasil, um grande baixista. Estou sem palavras para o que aconteceu e ainda não consigo acreditar. Ele era uma pessoa muito especial! Que o tempo conforte a todos nós!”, disse Júnior. Ele também participou ao vivo do programa Encontro com Fátima Bernardes, da Rede Globo, chorando muito.

Luiz Carlos Leão Duarte Junior, de 35 anos, foi baixista do Charlie Brown Jr. e durante o ano de 2008 iniciou o projeto Nove Mil Anjos. A banda contava também com a presença de Peu Sousa, guitarrista que foi encontrado morto em maio deste ano.

O caso

Um vizinho de Champignon, morador de um prédio no Jardim Caboré, em São Paulo, contou ao jornal Folha de S. Paulo que ouviu um barulho de tiro vindo do apartamento por volta da 0h15. Em seguida, ouviu gritos da mulher dele e foi ao local ver o que tinha acontecido. Segundo relatou, a mulher do músico, grávida, abriu a porta do apartamento chorando e aos gritos, dizendo: " Amor, você não fez isso". De acordo com o tenente da Polícia Militar Rafael Elias Franco Pinto, o músico tinha uma pistola 380 em uma das mãos e um tiro na boca. "A delegada deve pedir imagens das câmeras de segurança do prédio", disse ele ao veículo.

A tragédia acontece pouco mais de seis meses depois da morte de Alexandre Magno Abrão, 42, o Chorão, vocalista do Charlie Brown. Depois de Chorão ter sido vítima de uma overdose, os integrantes remanescentes do grupo terminaram o disco Família 013, previsto para sair este ano, e formaram outra banda, A Banca.

Vivendo no limite e buscando incessantemente respostas, Chorão alcançou o sucesso, colecionou fãs e propagou mensagens. Mas nada foi suficiente para que ele conseguisse salvar a si próprio.

Em setembro do ano passado, Chorão brigou com o músico no palco de um show em Apucarana. Dias mais tarde, a dupla publicou um vídeo pedindo desculpas aos fãs. Veja abaixo (o pedido de desculpas começa a partir de 5'42").

Champignon era vocalista d'A Banca.