'Hoje tudo é racismo, preconceito e assédio', aponta Gloria Maria em entrevista

A aclamada jornalista participou de uma live na última sexta, 25

Redação Publicado em 28/09/2020, às 16h42

None
Gloria Maria (Foto: Reprodução / Instagram)

Na última sexta, 25, na estreia de Glória Maria no universo das lives, em conversa com Joyce Pascowitch, a aclamada jornalista revelou que durante a pandemia foi a primeira vez em 40 anos de profissão que "parou para valer". 

+++ LEIA MAIS: Veja só! Roberto Carlos admite ser noveleiro: 'É o meu programa da noite'Star Wars: Por que George Lucas não dirigiu O Império Contra-Ataca?

Ao longo da entrevista, Glória também levantou algumas reflexões sobre o período, que foram destacados pelo site Glamurama. De acordo com a publicação, durante a live, a jornalista deu algumas opiniões a respeito do "politicamente correto".

"É um porre", afirmou. Segundo a jornalista, "hoje tudo é racismo, preconceito e assédio. A equipe com que trabalho me chama de ‘neguinha’, de uma forma amorosa e carinhosa. Estou mais de 40 anos na televisão, já fui paquerada, mas nunca me senti assediada moralmente. O assédio é algo que te fere, é grosseiro, desmoraliza. Existe uma cultura hoje que nada pode. Tem que ter uma diferenciação, não dá para generalizar tudo". 

Além disso, ela também destacou o retorno ao Globo Repórter no especial do programa para celebrar os 70 anos da TV.

+++LEIA MAIS: E a Keira Knightly, que jurava que tinha sido a Padmé, nas prequels de Star Wars?

"A produção do programa me mandou o material do acervo e revi coisas da minha história que não lembrava mais. Várias vezes me emocionei e chorei. Revivi momentos da minha trajetória e estou viva para recordar isso. Voltei em uma edição especial do Globo Repórter, nada é por acaso, Deus sabe o motivo. Esse programa fez eu reencontrar a Glória Maria vaidosa".

+++ MANU GAVASSI: 'SE A MÚSICA SÓ FOR UMA FÓRMULA, É VAZIA E NÃO EMOCIONA' | ENTREVISTA ROLLING STONE