Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Mágico de Oz

Homem que roubou sapatos de Dorothy é condenado a liberdade condicional

Terry Martin subtraiu os sapatos do Museu Judy Garland em 2005, achando que continham rubis verdadeiros

Sapatos da Dorothy (Imagem: Everett Collection/Everett Col)
Sapatos da Dorothy (Imagem: Everett Collection/Everett Col)

Terry Martin, o homem que roubou os icônicos sapatos vermelhos de Dorothy, de O Mágico de Oz (1939), foi condenado a um ano liberdade condicional. O crime aconteceu há quase 20 anos, em 2005 e aconteceu no museu que leva o nome da atriz principal, Judy Garland

Martin se declarou culpado pelo roubo da peça em outubro de 2023 e também foi condenado a pagar U$ 23.500 por conta de uma ordem de restituição. O réu não cumpre pena de prisão porque sofre com uma doença pulmonar obstrutiva crônica e está sob um tratamento de cuidados paliativos. A expectativa de vida dele é de cerca de seis meses.

+++LEIA MAIS: Idoso pode enfrentar 12 anos de prisão por roubo de sapatos de 'O Mágico de Oz'

Segundo os memorandos da sentença, divulgados pelo New York Times, O artigo foi roubado em 2005, do Museu Judy Garland, em Minnesota. O homem não sabia o valor dos sapatos e pensava que era cravejado com rubis verdadeiros — o sapato é adornado com lantejoulas. Sua intenção era retirar as gemas e revendê-las.