Homem se apaixona pela música de Johnny Cash durante tratamento cerebral

Um holandês que sofre de transtorno obsessivo-compulsivo começou a ouvir o cantor depois de receber o implante de eletrodos no cérebro

Redação Publicado em 27/05/2014, às 15h58 - Atualizado às 18h49

Galeria - 10 coisas que você não sabia sobre Johnny Cash - Foto 10
AP

Um holandês de 60 anos de idade passou a ouvir a música de Johnny Cash depois de passar por um tratamento de estimulação cerebral profunda. Segundo um estudo divulgado pela University of Amsterdam no veículo especializado Frontiers in Behavioural Neuroscience, "Mr. B" sofre de uma forma severa de transtorno obsessivo-compulsivo, e como parte do tratamento teve implantados no cérebro eletrodos que regulam a atividade de regiões específicas do órgão.

Com músicas robustas, filha de Johnny Cash faz justiça ao sobrenome.

Os estudos dos médicos dizem que, com o sucesso dos eletrodos, que amenizaram o transtorno, Mr. B passou a se chamar “Mr. B II” – se referindo ao fato de que estaria renovado com os resultados dos cuidados recebidos por ele. Os relatórios ainda dizem que o holandês passou a desenvolver a paixão pela música de Johnny Cash quando ouviu “Ring of Fire” no rádio.

“A partir desse momento, Mr. B passou a ouvir de forma exclusiva as canções de Johnny Cash, e comprou todos os CDs e DVDs dele”, diz o relatório. Tendo como faixas favoritas “Folsom Prison Blues”, “Ring of Fire” e “Sunday Morning Coming Down”, Mr. B afirmou se sentir como um herói em um filme quando ouve as canções.

"She Used To Love Me A Lot", de Johnny Cash, ganha clipe; assista.

De acordo com o neurocirurgião Ali Dezai, provavelmente Mr. B sempre teve potencial para ser um fã de Johnny Cash, mas que esse gosto pelo cantor só aparece de fato quando o transtorno obsessivo-compulsivo é tratado. "Entretanto, anteriormente, a ansiedade severa dele não permitia que ele se conectasse com a música."