HOTLIST #24

A coluna semanal com os lançamentos mais quentes da música brasileira, escolhidos pela Rolling Stone Brasil

Pedro Antunes, editor-chefe | @poantunes Publicado em 27/09/2020, às 10h00

None

Parece coincidência. No caso, é, mesmo. A HOTLIST #24 apresenta 24 lançamentos de artistas em diferentes frentes da música brasileira. Do início do projeto de um novo álbum da fundamental Luedji Luna à candura da música criada em parceria entre Emicida e Ivete Sangalo. Tem banda veterana se reinventando, como os Titãs, mas também tem banda nova no mesmo caminho, como é o caso do Sound Bullet.

+++ HOTLIST #23: lançamentos de Nando Reis, Fernanda Abreu, Dingo Bells, Luiza Lian, Vanguart, Terno Rei, Tika, The Baggios, Isadora, Catavento, Cat Vids, Carne Doce e mais.

MOMO., artista radicado em Portugal, entregou um dos discos do ano, enquanto Mariana Froes se apresenta como uma artista cada vez maior.

Nesta edição da HOTLIST, uma coluna semanal com os principais lançamentos da música nacional dos últimos sete dias, além dos já citados Luedji Luna, Emicida e Ivete Sangalo, Titãs, Sound Bullet, MOMO. e Mariana Froes, estão: Aíla com Luísa Nascim, Julico, Varal Estrela, saudade, Gabriel Bruce, Thiago Elniño com Rincon Sapiência, Felipe Flip, AYA, Caramelows e Selma Uamusse, Leveze, Ana K, DJ Zullu e MC Rebecca, Tagua Tagua, Lucy Alves, Tadini e Jagunço.

Vem que essa a HOTLIST #24 está cremosa demais. 

Luedji Luna - 'Bom Mesmo É Estar Debaixo D'água'

Transgressor, reflexivo, poderoso. O disco de estreia de Luedji Luna, Um Corpo no Mundo, chegou ao fim do ciclo. Com o single "Bom Mesmo É Estar Debaixo D'Água" (disponível nas plataformas digitais aqui), a dona de uma das vozes mais importantes da música hoje recomeça justamente na água, o símbolo de cura, de começo ou recomeço, purificação.

+++ HOTLIST #22: Lançamentos de Matuê, BK', Hot e Oreia, Illy, Viratempo, Alambradas, JP, Ga Setúbal e mais.

"Bom Mesmo É Estar Debaixo D'Água", faixa que dará nome ao novo álbum de Luedji, canta o respeito ao ritmo do outro. É uma faixa afetiva, num ambiente micro (entre duas pessoas), mas também funciona como um pedido por amor em tempos de ódio (para todos). "Você maremoto, você maré mansa", canta a artista, em um balanço que lembra o mar.

O clipe dirigido por Joyce Prado leva esse simbolismo para o beira-mar. "São tuas ondas que me levam", diz outro verso da canção. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Emicida e Ivete Sangalo - 'Trevo, Figuinha e Suor na Camisa'

Colaboração inédita entre Emicida e Ivete Sangalo, "Trevo, Figuinha e Suor na Camisa" (disponível nas plataformas digitais aqui) é uma poesia/música criada a partir de uma pesquisa inédita da Natura, com o intuito de entender "qual é o seu sonho?".

Ivete e Emicida, impactados pelas palavras que viram ali no resultado dessa pesquisa, criaram a canção good vides, que tem cheiro de flor pela manhã. "O primeiro diploma, a viagem", Emicida elenca os sonhos na canção. Cheia de esperança e com fé no trabalho, a música busca criar um encontro entre os universos musicais dos dois artistas, com naipe de metais que auxiliam a criar a aura festiva e otimista. 

+++ HOTLIST #21: Lançamentos de Jup do Bairro, Terno Rei, Papisa, Luiza Brina, As Bahias (que eram As Bahias e a Cozinha Mineira) e mais. 

O clipe em animação tem direção de Felipe Macedo e Cadu Macedo, roteiro de Yasmina Thayná e ilustrações de Julio Zukerman. E o título da música segue a tradição de Emicida de títulos longos para os trabalhos. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Titãs - Trio Acústico EP 03

Em formato de trio e desplugado, Sérgio Britto, Branco Mello e Tony Belloto resgatam canções dos Titãs para um acústico que soa mais cru e direto do que aquele pomposo e revolucionário lançamento da banda em 1997, com a MTV, quando aindo grupo ainda era um septeto.

+++ HOTLIST #20: Lançamentos de Boogarins, Hot e Oreia, Moons, Hiran, Young Lights, Vivian Kuczynski, Atalhos, Labaq, Jonathan Tadeu e mais.

Dividido em um ciclo de três lançamentos, três EPs, o Titãs Trio Acústico chega ao fim com músicas como "Pra Dizer Adeus", "Comida", "Flores", "É Preciso Saber Viver", entre outras - são 8 neste EP.

Abaixo, você conhece mais sobre o making of de "Epitáfio", o making of e o clipe de "Pra Dizer Adeus". O EP está nas plataformas de streamings e pode ser acessado aqui. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Mariana Froes - 'Espelho'

Mariana Froes já saiu aqui na HOTLIST (na edição #17, que você pode ler aqui) e, a cada vez que lança um novo single, surge de forma mais impressionante.

A voz de Froes é madura, com uma gravidade bem singela e uma rouquidão que adoravelmente arranha aqui e acolá, Neste sambinha moderno, "Espelho" (disponível nas plataformas digitais aqui), ela encontra uma cama confortável para se deitar.

+++ HOTLIST #19: Lançamentos de Gilberto Gil, Pitty, Manu Gavassi, Bebel Gilberto, Bivolt, Jovem Dionísio, Carlinhos Brown, Hungria Hip Hop e mais.

Mais do que enaltecer a pouca idade da artista, atualmente com 17 anos, é importante destacar a musicalidade sensível dessa artista que chamou a atenção na web ao criar uma cover acústica de "Girassóis de Van Gogh", de Baco Exu do Blues, a cada novo single, seja em uma música solo ou, por exemplo, na participação em "15b", com Rodrigo Alarcon.

Existe um universo vastíssimo para Mariana Froes percorrer. Ela tem gogó de sobra para isso. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Lucy Alves - 'Chama'

Com pacote duplo (EP e single), Lucy Alves joga seu grito no mundo. E reverbera lindamente em um grito de liberdade e afirmação.

Sucessor do EP Santo Forte, Chama (disponível nas plataformas de streaming) apresenta seis músicas, metade de inéditas e metade já apresentada como singles. Iniciado antes da quarentena e finalizado agora, em meio ao isolamento social, o novo EP amarra temáticas e estéticas em uma ideia de união e amor.

+++ HOTLIST #18: Lançamentos de Majur, Hot e Oreia com Black Alien, Dingo Bells, WRY, Daniel Peixoto e mais. 

Poderosa é "Me Deixa Ser Mulher", música lançada como clipe com a participação da Gabz. A mensagem ali está explícita no título e é fundamental, ainda mais em um País no qual a violência contra a mulher cresceu insanos 44,9% durante a pandemia.

No alvo com EP e single, Lucy Alves se apresenta uma artista cada vez mais segura de si, da própria história e da forma como criar música. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Thiago Elniño (feat Rincon Sapiência) - 'O Homem Preto Vestido de Branco'

Gravado no ateliê de Robinho Santana, o clipe de "O Homem Preto Vestido de Branco", de Thiago Elniño com a participação de Rincon Sapiência, é um chamado para a briga ("se tu quiser bater de frente, vem", diz o refrão) e também de louvor à arte africana e afro-brasileira.

A canção de Elniño narra um encontro do rapper com o Homem Preto Vestido de Branco que dá título ao single e representa entidades presentes na Jurema e Umbanda. Nesse papo, o personagem da música ouviu lições importantes, como não "cair no conto de quem quer fazer que o medo aos nossos sonhos sirvam de prisão".

+++ HOTLIST #17: Lançamentos de Caetano Veloso e Tom, 3030, Boogarins, Ju Strassacapa,  Jonnata Doll & os Garotos Solventes, Ave Sangria e mais

Poderosa, a faixa deixa a guitarra ali de fundo, meio lo-fi, meio ska, e sopros ensolarados e o baixo grooveado na medida certa, com beat de Everton Beatmaker e produção de Martché. O clipe foi produzido e dirigido por Lincoln Pires, da Monomito Filmes, e Jonas Feitosa, da produtora Ágora. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Tagua Tagua - 'Só Pra Ver'

Pop delicinha, daqueles que o refrão fica grudado na cabeça e a melodia principal é facilmente assobiável, "Só Pra Ver" (disponível nas plataformas digitais aqui) é considerada por Felipe Puperi, o artista por trás do projeto Tagua Tagua, a principal canção do álbum Inteiro Metade, a ser lançado em 16 de outubro e realizado com auxílio do edital Natura Musical.

+++ HOTLIST #16: Lançamentos de Gal Costa e Rubel, Mateus Aleluia, Ana Frango Elétrico, Nill, Sebastianismos, Gabz e mais

"Eu já varri todos os cantos, atrás dos encantos", canta Tagua Tagua, antes de descobrir que por mais que procure, a busca sempre acaba "em você". Dono de um canto elegantemente desleixado e tendo aprendido a usar timbres confortáveis e levadas rítmicas que levam a canção para frente, "Só Pra Ver" apresenta versos sobre um feitiço de amor e ainda tem um coro no refrão. Não tinha como dar errado. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


DJ Zullu, MC Rebecca - Cupido

Vamos de funk com os ótimos DJ Zullu e MC Rebecca em um feat que também é uma história de amor. "Cupido" (disponível nas plataformas digitais), o single deles, é sexy, sexual e, ao mesmo tempo, narra uma bonita história de amor.

+++ HOTLIST #15: Gilberto Gil e Chico Buarque, Elza Soares e Flávio Renegado, Wado, Pedro Pastoriz, Rincon Sapiência, Kanduras, Luiza Brina e mais

Zullu e Rebecca são, juntos, artistas de uma nova geração de funk fluído, que dá abrigo a outras estéticas e sonoridades. Não perde a essência, claro, mas faz uma antropofagia de aproveitar o que existe fora das barreiras dos funk e traz tudo o que interessar de lá para dentro.

Sim, a história contada aqui começa em uma boate e termina em [SPOILER]. Em vez de contar, convido você a assistir ao clipe abaixo. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Zudizilla - Session no Agulha.R

Lugar fundamental no circuito de shows brasileiro em São Geraldo, na cidade de Porto Alegre, o Agulha se transforma com Agulha.R, um espaço virtual ocupado por artistas e uma plataforma na qual eles possam expor músicas, ideias e próprias narrativas.

O projeto do Agulha.R, que tem realização com o auxílio do edital Natura Musical, apresentará conteúdos multimídia como sessions, entrevistas, podcasts, para realmente se transformar nesse espaço de fala para os artistas.

+++ HOTLIST #14: Jadsa, Ana Vilela e Ráae, Tuyo, Maglore, Cuscobayo, Betina, Francisco, el Hombre, Rhaissa Bittar, Doctor Pheabes, Maranda, The Raulis e Nego Bala.

O rapper Zudizilla abriu a "temporada", digamos assim, e é possível assistir à entrevista e à session nos players abaixo. Também estão na programação: Ana Frango Elétrico, Saskia, Josyara, Jadsa, Negro Leo, Zilla DXG, Andressa Ferreira, Katu Mirim, Juliano Guerra, Lígia
Lazevi, Cristal, Valéria e Julio “Chumbinho” Heerlein. Falta ainda uma atração a ser anunciada.

Agulha.R vai ser criado ao longo desses meses e, veja só, é aberto à participação do público via o aplicativo Zoom (para acessar a Sympla do Agulha para ser direcionado ao link dos papos clique aqui). Com isso, a plataforma se torna realmente imersiva e, em tempos de isolamento social, muito necessária para artistas, fãs e curiosos da música. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Jagunço - 'Saber Demais'

As notas de sintetizador grave introduzem o que é "Saber Demais", um pop espacial, psicodélico e existencialista de Jagunço, o projeto solo do artista Rafael Grison, lançado pelo descoladíssimo selo Honeybomb Records.

O single antecipa o EP Contar Horas Até Cem, a ser lançado no mês de outubro. Melhora a audição saber que Jagunço improvisa as letras no estúdio, o que faz com que o discurso do artista na canção, que fala sobre um desprendimento, ganhe uma beleza levemente nonsense. Tudo ali foge do óbvio: pop viagem, timbre vocal, instrumentação sintética e orgânica. E é viciante.

+++ HOTLIST #13: Cidade Dormitório, Hiran e Tom Veloso, Lienne, Rafa Castro, Amen Jr, Ginge, Caramelows, 1LUM3 e mais.

"Saber Demais" (disponível nas plataformas digitais aqui) ganhou um clipe também delirante, assinado por Gabriel Fetzner, que inclusive pintou aqui na HOTLIST como Gabrre, autor do single "De Noite Eh Dia de Sair" (leia a HOTLIST #22 com Gabrre aqui). [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Ana K - 'Tudo Pra Mim'

Pop finíssimo e R&B medida, Ana K fez nesta semana uma estreia dupla. Solta o clipe de "Tudo Pra Mim", single que dá nome ao primeiro EP dela (e está disponível nas plataformas digitais aqui), também lançado agora, pelo selo Inbraza, da Som Livre.

Com potencial para crescer nas rádios e rimas que fogem da mesmice da música mainstream, Ana K é já é mais que uma aposta, é uma realidade prestes a acontecer. Desenvoltura no canto, na coreografia (do clipe de "Tudo Pra Mim, assinada por Jéssi Muller), looks interessantes, letra que não faz rimas fáceis e até ousa aqui e ali nos versos.

Completam o EP as também interessantes "Deus É Mãe" e "Chamar Seu Nome". [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Leveze - 'Aclimação12-20'

Como bem disse o repórter da Rolling Stone BrasilIgor Brunaldi, no projeto dele Magia Sinthéticka (no Instagram @magia.synth), tratar o álbum Aclimação12-20, do Leveze, como um disco "eletrônico" é reduzir demais o que o disco pode significar e as possibilidades estéticas experimentadas pelo artista que já integrou os projetos cool Cabana Café e Parati.

Aclimação12-20 (disponível nas plataformas digitais aqui) sai pelo selo Cavaca Records e apresenta um lance de endorfina sonora. Com participações que incluem Fernando Dotta (sócio do selo Balaclava Records e integrante do Single Parents), Rita Oliva (atualmente no projeto Papisa), entre outros, o álbum de Leveze soa como um início de um dia lindo todo dia - até quando o amanhecer é nublado ou chuviscoso. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


AYA - 'A Verdade'

Adorei ao ler a descrição da música "A Verdade", da AYA: trata-se de um "R&B de mensagem". A ideia do single (disponível nas plataformas digitais aqui) é iniciar um diálogo com ansiedade e questões de saúde mental. O vídeo que acompanha a faixa tem direção, captação e edição de Karú Martins.

Gentil, AYA abre o diálogo com uma história que pode ser pessoal ou coletiva a respeito do que ela chama de "males do século". É importante falar sobre os momentos quando "o chão parece faltar", como canta a música. Em um R&B moderno, a artista inicia um diálogo franco. Importante e bonito. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


MOMO. - 'Sail Your Boat Into My Sea'

Timbres, singelezas, detalhes, acalanto, dorezinhas e afagos. MOMO., o projeto musical de Marcelo Frota, está com um novo EP na praça, 'Sail Your Boat Into My Sea' - ou, talvez, "um novo EP no mar", para combinar com o título do trabalho.

MOMO. experimenta texturas e linguagens para criar um álbum plural e fotográfico. Cria paisagens sonoras sintéticas ou não enquanto canta com uma voz agradavelmente melancólica. Ouvir 'Sail Your Boat Into My Sea' (disponível nas plataformas digitais aqui) do início (com a faixa "Rosto Zen") até o fim (na belíssima "Como Se a Solidão Fosse um Crime", com participação de Helio Flanders, do Vanguart) é sensorial e, para alguns, dilacerante. E isso é ótimo. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Siso e Julia Branco - "A Onda"

Parceria inédita - o que surpreende, por parecer fazer tanto sentido ao se conhecer os dois artistas -, Siso e Julia Branco se juntaram para criar "A Onda", uma canção de um electro-folk esperto, lançada como single do futuro álbum de Siso.

"A Onda" (disponível nas plataformas de streaming aqui) é sobre se jogar no mar e se deixar levar pelo que viver. O que Siso e Julia Branco cantam é aquela sensação libertadora depois de desistirmos de controlar o que é simplesmente incontrolável. Eles ainda alertam: "E se a onda te levar lembra que você é a onda". [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Felipe Flip (feat Tasha & Tracie e Nico Is) - 'O Que Ela Quiser'

“É urgente que a gente revisite pensamentos e posturas como essas", diz Felipe Flip sobre o som "O Que Ela Quiser", em um texto distribuído pela imprensa. Na fala de Flip, e evidenciado na música, está a ideia de respeito à mulher. "É ela quem manda", diz o rapper.

"O Que Ela Quiser" (disponível nas plataformas digitais aqui) possui o feat das incríveis irmãs Tasha & Tracie e de Nico Is, rapper brasileiro que mora nos EUA. É de Tasha & Tracie, com rimas bem "dedo na cara", o verdadeiro comando na faixa. "Você é meu", cantam elas, com razão.

O clipe lançado com o single se inspira em animações cool, como Midnight Gospel (da Netflix) e as ilustrações da capa das rádios de lo-fi hip hop no YouTube, é dirigido por Leandro Dexter e Leandro Tadeu. Felipe Flip, aliás, passou pela HOTLIST da Rolling Stone Brasil na edição #18 com o single "Mato e Morro" (com participação de Lio, da Tuyo). [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Gabriel Bruce - 'Afluir

Uma experiência sensorial e transcendental. Ouvir Afluir, o álbum de Gabriel Bruce, baterista da icônica banda Graveola, é notar muitos sentimentos colocados gentilmente em um liquidificador para um resultado cremoso.

Perdão a metáfora gastronômica. Mas a verdade é que estéticas díspares são colocadas para se comunicarem neste disco. Jazz, rap e rock prog se fundem a um clube-da-esquinismo inerente da arte do músico para a criação de um som fluído, sensível, atual e experimental.

O álbum, disponível nas plataformas de streaming aqui e produzido por Felipe Heliodoro, tem participações especiais de primeira, do ótimo Matéria Prima à voz impecável de Mariana Cavanellas, passando por Seamus Blake, Daniel Santiago, Hernan Jacinto, Dangelo Silva, entre outros. Coisa fina demais. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Saudade - 'Cabeça Ruim'

Eu sei que vocês estavam com saudade do saudade. Saulo von Seehausen, nome por trás do projeto saudade, apareceu na HOTLIST #16 quando lançou "ciclobenzaprina 5mg" com participação de Luiza Caspary (leia e ouça aqui), e volta aqui com "cabeça ruim" (sim, os títulos são todos com letras minúsculas).

São projetos e propostas bastante diferentes. Depois de uma série de singles (da qual fazia parte a música "ciclobenzaprina 5mg"), ele prepara o álbum cheio e daí que vem "cabeça ruim" (disponível nas plataformas digitais aqui). "Deus é um conceito geográfico", debate, afirma e/ou provoca saudade aqui.

Um violão de samba se casa com o beat criado por André Ribeiro enquanto saudade canta com uma voz mais protagonista. É um belo início de uma nova fase. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Aíla (feat Luísa Nascim) - 'Amor e Sacanagem'

"Música boa para mandar uma indireta para aquele flerte na web", assim que "Amor e Sacanagem", música de Aíla com participação de Luísa Nascim (do grupo Luísa e os Alquimistas), ganhou destaque na HOTLIST #9 (leia aqui).

Agora, as duas artistas protagonizam o clipe da mesma canção, dirigido pela própria Aíla com Matheus Almeida e Roberta Carvalho. O vídeo, com muitas intervenções gráficas ligadas à cultura pop, mantém o ar moderno e contemporâneo de uma canção de amor - que funciona muito bem em tempos de distanciamento social e flertes virtuais. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Julico - 'Eu São/Curtis Says'

Música que certamente você já ouviu se está ligado no fino da música guitarrística brasileira (ou se lê semanalmente a coluna HOTLIST da Rolling Stone Brasil, já que a canção foi tratada aqui na edição #18), "Eu São/Curtis Says" segue ainda mais poderosa com um clipe dirigido e editado pelo próprio Julico, o Julio Andrade.

No melhor estilo "do it yourself", que, aliás, permeia a produção da The Baggios, trio no qual Julico é vocalista e guitarrista, o clipe de "Eu São/Curtis Says" brinca com as próprias limitações dadas ao confinamento social para um ambiente audiovisual delirante, enlouquecedor e introspectivo.

A música integra o disco solo de Julico, de nome ikê maré, que será lançado em outubro deste ano, ou seja, muito em breve. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Varal Estrela (feat. Lucas Gonçalves) - 'Camarada'

Composição em parceria com Lucas Gonçalves, "Camarada" nasceu da intensificação das atividades virtuais da banda Varal Estrela durante o período de pandemia. O grupo inaugurou um programa de entrevistas no próprio YouTube, de nome Varal Resenha, e teve Gonçalves (integrante da Maglore e da Vitreaux) entre os convidados.

Do papo, surgiu a ideia de uma parceria. Aí chegamos à "Camarada" (disponível nas plataformas digitais aqui), uma canção do nosso tempo, definitivamente, desse 2020 sem pé nem cabeça, de Covid-19, de perguntas sérias ignoradas por Bolsonaro (afinal, e aqueles R$ 89 mil?) e de uma importante necessidade de união - mesmo que à distância, como foi o caso do processo da gravação dessa canção. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Caramelows e Selma Uamusse - 'Pote de Cores'

Com uma homenagem ao pagode baiano, a banda paulista Caramelows se une à cantora moçambicana Selma Uamusse para gravar "Pote de Cores", o novo single do grupo desta nova fase, como banda solo e com vozes convidadas.

A percussão e sopros chegam primeiro em "Pote de Cores" (disponível nas plataformas de streaming). E, enfim, aparece a voz de Selma, um espetáculo. Quando tudo se une, a canção se torna ritualística, dançante. Impossível segurar o quadril com uma música que usa o olhar feminino e o pote, do título da canção, é a representação do útero.

Para o vídeo, os Caramelows voltam a trabalhar com Laura do Lago, artista com quem a banda produziu o clipe de "Siente El Calor" (destaque da HOTLIST #11 e com a participação de Indee Styla), e a animação do vídeo é de Raíssa Laban. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Sound Bullet - 'Hope'

Uma versão "de casa", mas que é mais explosiva do que aquela a qual ouvimos no disco Home Ghosts, lançado pelo Sound Bullet já em 2020. "Hope" (disponível nas plataformas digitais) é a primeira música do grupo a ser relançado no esquema de quarentena, com cada integrante da banda na própria casa, e o resultado fez bem à canção. Explosiva e, claro, otimista. Uma reinvenção na medida em tão pouco tempo. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]


Tadini - 'Colective Delusion'

Senta que lá vem pancada. Escolhi o álbum do Tadini para encerrar essa HOTLIST #24 justamente pela porrada que chega com o trabalho. Referências roqueiras transbordam neste disco do artista brasileiro radicado em Los Angeles.

Lucas Tadini não segura a mão em distorções e um canto desesperado, que vem do âmago. "Ilusão coletiva", como diz o título, é o que estamos vivendo. Será que passa logo? Enquanto isso, esse álbum se propõe a acompanhar momentos de desespero e desolação. [Texto: Pedro Antunes | @poantunes]