HOTLIST #34

A coluna semanal com os lançamentos mais quentes da música brasileira, escolhidos pela Rolling Stone Brasil

Curadoria: Redação | Camilla Millan | @camillamillan, Isabela Guiduci | @isabelaguiduci, Julia Harumi | @the_harumi e Lorena Reis | @heylorss Publicado em 13/12/2020, às 10h00

None

Do rap ao rock, a cena brasileira contou com muitos lançamentos quentíssimos nos últimos dias: Emicida divulgou uma parceria f*da com Gilberto Gil, Menores Atos disponibilizou gravações de um show realizado no CCSP e Sofia Pellegrini lançou o primeiro EP da carreira. 

Além disso, a lista dessa semana conta com Hot e Oreia, Mc Tha, Black Alien, Dandara Manoela, Lucas Gonçalves, Sabotage, MC Hariel, Francisco, el Hombre, Roberta Campos, Silva, Sidney Magal, Molho Negro, Stella Yeshua, Kivitz, Silvera, Pedro Sampaio, Luan, Carol Biazin, Atitude 67 e Teach Me Tiger

Tem muita novidade boa, então, não perde tempo e vem conferir a HOTLIST #34:

Hot e Oreia - “Domingo” e “Presença”

Hot e Oreia juntaram as faixas “Domingo” e “Presença” para lançar na última segunda-feira, 7, um clipe incrível repleto de referências às artes plásticas e ao cinema. Dirigido por Belle de Melo, a produção se inspira principalmente em Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, que dialoga com as críticas dos rappers ao cenário social e político do país. 

O clipe também traz um trecho do discurso de Caetano Veloso no Festival Internacional da Canção em 1968, além de trazer imagens que remetem às obras Antropofagia, de Tarsila do Amaral; A Sereia, de Alfredo Volpi; Exu Black Power, de Abdias do Nascimento, e A Última Ceia, de Leonardo da Vinci. [Texto: Julia Harumi Morita | @the_harumi]


Mc Tha - “Oceano”

Na última terça-feira, 8, Mc Tha divulgou o clipe de “Oceano”, canção que faz parte do vigoroso disco Rito de Passá (2019). A produção foi dirigida por Rodrigo de Carvalho ao lado de Vitor Nunes, responsável pela direção de artes, e está disponível no Youtube. 

No vídeo, o som do mar invade os ouvidos, gotas de água se transformam em música e, depois, chuva, que molha o rosto de Mc Tha. Vestida de branco, a funkeira carrega espelhos e flutua pelas ondas do oceano, que é tão profundo quanto o canto dela. [Texto: Julia Harumi Morita | @the_harumi]


Black Alien - “Chuck Berry”

Chuck Berry”, novo single do Black Alien, foi lançado na terça, 8 - e se prepara que é pedrada. A canção exalta o protagonismo preto, inclusive no rock, Na letra, ícones como Chuck Berry e Little Richard são citados como pioneiros do gênero musical, confrontando a ideia de que Elvis Presley foi o principal na cena: “Elvis nunca foi o rei do Rock/ Somos só nós”. Além disso, as rimas vêm acompanhadas de uma guitarra sensacional. 

A autoria e produção musical foram realizadas em parceria com Papatinho - e o som é acompanhado de um clipe, também lançado na terça, 8. O vídeo faz jus aos versos necessários e atuais de Black Alien, que transitam entre temas como o rock, machismo e Covid-19, além de citarem as violentas mortes de Miguel e João Pedro, vítimas do racismo no Brasil em 2020.

O refrão é uma obra à parte que também merece ser citada. Os versos do rapper exaltam a importância das mulheres, criticando o machismo: “Deus é Mãe, e Ela é justa meu bem. O tempo é rei, mas Ela que ajusta também”. [Texto: Camilla Millan | @camillamillan]


Dandara Manoela - “Pretas Yabás”

“Nós somos tempo. Pode se acostumar, seguimos em movimento. Da base ao centro, ocupando nosso lugar”, declara a cantora e compositora Dandara Manoela na canção “Pretas Yabás”, que foi lançada nas plataformas digitais na última segunda-feira, 9, com o apoio do Bro Cave e da Dalsasso Produtora. 

Com uma voz aveludada, percussão marcante e batidas eletrônicas, Dandara faz um chamado às mulheres pretas, que, cada vez mais, deixam a base da pirâmide social e ocupam o centro. Produzida por Érica Silva (Mulamba), a música vem acompanhada de um clipe dirigido por Elisa Schmidt, que ilustra a resistência e potências desse grupo. [Texto: Julia Harumi Morita | @the_harumi]


Lucas Gonçalves - "Vira Lata"

Para ouvir em um domingo com uma xícara de café na mão e refletir sobre todas as questões da vida, principalmente os amores, Lucas Gonçalves lançou a incrível e deliciosa música “Vira Lata”, no dia 9 de dezembro. 

O som marcado do violão combinado com a voz do cantor é uma combinação tão boa quanto o café em uma tarde de domingo. É praticamente impossível não querer ouvir a canção novamente. [Texto: Isabela Guiduci | @isabelaguiduci] 


Emicida e Gilberto Gil  - “É Tudo Pra Ontem”

Na última quinta-feira, 10, Emicida lançou o clipe de “É Tudo Pra Ontem”, parceria com o gigante Gilberto Gil que expande o projeto AmarElo, que recentemente ganhou um documentário pela Netflix.  

Lançada pelo Lab Fantasma, a canção cultiva o espírito positivo de AmarElo diante do cenário caótico de 2020 e traz um trecho do livro A Vida Não É Útil, do líder índigena e escritor Ailton Krenak, o qual retrata o encontro de Deus com as criaturas que criou.

A música também ganhou um clipe lindo dirigido por Fred Ouro Preto que traz imagens poderosas nas paredes externas do Theatro Municipal de São Paulo. Não deixem de ouvir a faixa e ver o clipe! [Texto: Julia Harumi Morita | @the_harumi]


Sabotage, MC Hariel - “Monstro Invisível”

Quase 18 anos depois, Sabotage continua revolucionado o rap. “Monstro Invisível” foi lançada na última quinta, 10, em uma parceria póstuma de MC Hariel e Sabotage. Assassinado em 2003, o rapper ainda tem material inédito - e foi ideia do produtor DJ Kalfani trabalhar com o conteúdo do artista para abordar crítica social e política ainda muito atual.

O clipe, também lançado na quinta, merece ser citado. O vídeo apresenta imagens antigas de Sabotage, assim como novas filmagens de Hariel em estúdio - e elas dialogam com gravações da Ponte Jornalismo que mostram a violência policial e manifestações. Tudo isso acompanha as rimas sobre temas como corrupção, incêndios florestais, racismo e violência. Como canta MC Hariel: “Ainda enfrentamos o mesmo inimigo que o Sabota rimou”.

De fato (e infelizmente), os versos de Sabotage não podiam ser mais atuais: “Na Sul polícia mata/ Não tem emprego, periferia falta vaga/ Ladrão se arma, só de fuzil e de granada/ A seguir, cenas de terror, salva de balas”, rima o já falecido rapper na canção. O dinheiro arrecadado pela música será destinado ao Sabotage Futebol Clube e ao projeto social Todos Somos Um. [Texto: Camilla Millan | @camillamillan]


Menores Atos - ‘Ao Vivo no CCSP’ 

A banda Menores Atos, que já se tornou um nome familiar da HOTLIST, lançou na última quinta-feira, 10, a gravação completa de um show realizado no Centro Cultural de São Paulo em julho de 2019.

Lançado pela Flecha Discos, o álbum conta com 10 músicas ao vivo e apresenta canções dos discos Animalia(2014) e Lapso(2018). O lançamento também vem acompanhado do registro audiovisual da performance, que está disponível no Youtube. [Texto: Julia Harumi Morita | @the_harumi]


Silva - Cinco (álbum)

Na última - e agraciada - quinta-feira, 10, Silva lançou seu quinto álbum de estúdio, Cinco, depois de passar cinco meses em estúdio, coincidentemente. E este é o mais eclético de toda a carreira do músico capixaba, misturando influências da Nova MPB à Bossa Nova, passando pelo Jazz e Ska, ritmo que mistura alguns elementos do folclore jamaicano com calipso e R&B.

Cinco foi produzido e mixado por Silva de forma 100% analógica. Entre as 14 músicas, há três parcerias de peso: Anitta na faixa “Facinho”, Criolo na co-autoria de “Soprou” e João Donato em “Quem Disse?”, que, por sua vez, se posiciona entre o Jazz e a Bossa. [Texto: Lorena Reis | @heylorss]


Roberta Campos - Só Conheço o Mar (EP)

Ao longo do mês de outubro, Roberta Campos gravou o EP Só Conheço Mar, que chegou às plataformas digitais na última sexta-feira, 12, pela Deck. O projeto, composto por 5 faixas - muito fofas, por sinal, retratam o período de isolamento social da artista mineira. 

Trazendo novas sonoridades, como arranjos de metais e instrumentos de sopro, mas sem deixar o violão de lado, as músicas “Cada Acorde é Seu” (escrita em parceria com Marina Campos), “Meu Amor é Seu”, “Sentinela”, “Me Leve Pra Voar” e “Tudo Vai Ficar Bem” discorrem sobre temas como amor, (re)encontro e calmaria. Segundo Roberta, trata-se de um “compilado de emoções, de um isolamento a dois, um isolamento meu, a retomada ao mundo com a certeza de que tudo vai acabar bem.”

Em suma, este é um EP que eu gostaria de ouvir dentro do ônibus, olhando através da janela a caminho do trabalho, pensando com muito carinho naquela pessoa distante. Espero que, em breve, possamos voltar a sofrer no trabsporte público sem nos preocuparmos com a Covid-19. [Texto: Lorena Reis | @heylorss]


Francisco El Hombre e Sidney Magal - “Vou pra Cima” 

“É tanto que quero viver, amor/ Não cabe no peito /É tanto que eu tenho pra aprender, amor/ Vou pra cima”, canta Sidney Magal ao lado de Francisco, El Hombre em “Vou Pra Cima”, parceria lançada nas plataformas digitais na última sexta-feira, 11. 

Com energia de 50 carnavais, Mateo Piracés-Ugarte, Sebastianismos, Ju Strassacapa e Andrei Kozyreff sabem bem como colocar as pessoas para dançar ao som de composições vibrantes. Então, não é nenhuma surpresa que a parceria com o ícone Sidney Magal transborda música latina e vivacidade. [Texto: Julia Harumi Morita | @the_harumi]


Molho Negro - 'Antes de Ficar Estranho'

Molho Negro realmente não decepciona. A banda lançou na sexta, 11 de setembro, o EP Antes de Ficar Estranho, com três faixas impecáveis - e é definitivamente um respiro em meio às tantas notícias ruins.

Para compor o EP, a inédita "Me Adaptar" foi escolhida para abrir o projeto e é um spoiler do que esperar para o próximo disco. Já as outras são novas roupagens de duas músicas incríveis - “Mania de perseguição”, de Molho Negro(2012), e “Bad’s”, do álbum Não é Nada Disso Que Você Pensou(2017).

Antes de Ficar Estranho antecede o lançamento do futuro novo disco da banda, que será lançado no próximo ano, e que, segundo o vocalista, João Lemos: “Vai ser estranho”. [Texto: Isabela Guiduci | @isabelaguiduci] 


Stella Yeshua, Kivitz e Silvera (Óbvio) - "Essencial" 

Stella Yeshua, Kivitz e Silvera se uniram em um trio, o Óbvio, para o lançamento, na última sexta, 11 de dezembro, da música e do videoclipe de “Essencial” - que tem uma batida marcante com o trap como base somada a uma letra intensa e política. 

A faixa integra o disco homônimo, Óbvio, com dez canções inéditas, lançado também na sexta. Inspirado no rap dos anos 1990, o álbum revisita referências retrofuturistas, além de apresentar um misto de sonoridades que vão do trap ao hip hop com neo soul. [Texto: Isabela Guiduci | @isabelaguiduci]


Pedro Sampaio e Luan - "Larissa"

Pedro Sampaio chegou, mais uma vez, para mostrar que sabe como fazer um hit e como fazer aquele funk viciante. “Larissa”, em parceria com Luan, é o mais novo single do músico, e foi lançado na sexta, 11 de dezembro, junto de um videoclipe. 

Em uma mescla dançante de funk com trap, “Larissa” apresenta uma beat tão bom, que é impossível ficar parado. Obrigada, Pedro Sampaio, por mais uma música para dançar e ouvir no replay. [Texto: Isabela Guiduci | @isabelaguiduci]


Carol Biazin - "Frank Ocean"

Se é para apostar em alguém para o futuro do pop brasileiro, uma das artistas em que aposto é Carol Biazin. A cantora lançou nesta sexta, 11 de setembro, a primeira música ‘secreta’ do disco Beijo de Judas, “Frank Ocean”. 

Para fazer jus ao nome - que é uma homenagem ao cantor e compositor norte-americano -, a canção traz um flerte nítido ao R&B contemporâneo - e, sim, o resultado é saboroso e deixa um gostinho de quero mais.

Para aqueles que não conhecem o trabalho de Biazin, “Frank Ocean”, que também ganhou um videoclipe, é uma opção certeira para começar a se aventurar na carreira dela. [Texto: Isabela Guiduci | @isabelaguiduci]


Atitude 67 - 'Atitude no rolê – Onda'

Para quem gosta de boteco, de cerveja de garrafa e de verão, o Atitude 67 lançou, nesta sexta, 11 de dezembro, o EP Atitude no Rolê - Onda, com aquela vibe praiana inconfundível que vemos no hit do grupo, “Cerveja de Garrafa”. 

O single de Atitude no Rolê - Onda, “Chega Diferente”, traz uma parceria com Ivete Sangalo, e a voz inconfundível e marcante da cantora mais aquele ritmo gostoso da percussão, provoca aquela sensação de querer sambar nas ruas do carnaval. Saudade, né? [Texto: Isabela Guiduci | @isabelaguiduci]


Sofia Pellegrini - ‘Nó Cego’ 

A última sexta-feira, 11, também contou com o lançamento do primeiro EP de Sofia PellegriniNó Cego, que está disponível nas plataformas digitais.

Composto por quatro faixas, o trabalho chama atenção por vários motivos: a voz aveludada; a poesia com imagens bonitas; as guitarras charmosas; os beats e os sintetizadores envolventes; o saxofone e o piano que trazem peso e profundidade para as canções. Resumidamente, é um lançamento que você não pode deixar de ouvir! [Texto: Julia Harumi Morita | @the_harumi]


Teach Me Tiger - “Out of Place”

Teach Me Tiger já apareceu na HOTLIST (edição #26, confira aqui) e voltou com mais um single hipnotizante do disco Copy of Myself. Na sexta-feira, 11, a dupla lançou nas plataformas digitais “Out of Place”, música que faz parte da trilha sonora do curta-metragem Carinho, de Pedro Estrada

Com guitarras e sintetizadores cheios de ruídos, batidas lentas e versos provocativos, os artistas exploram a sexualidade, que ganha ainda mais ênfase com a cor vermelha e as imagens aproximadas que formam o clipe. [Texto: Julia Harumi Morita | @the_harumi]


+++ PÉRICLES: 'QUEREMOS FAZER O NOSSO SOM, MOSTRAR NOSSA VERDADE E LUTAR POR IGUALDADE' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL