Lucas Santtana adapta The Wall, do Pink Floyd, para crianças

Projeto apresenta versões das músicas do disco feitas em tablets e smartphones; o muro ganha vida em telas de computadores e videogames

Redação Publicado em 15/03/2014, às 10h31 - Atualizado às 12h23

The Wall no mundo de Pinklândia
Divulgação

The Wall para crianças do século 21. Esse é o mote do espetáculo dirigido por Lucas Santtana, e que será apresentado no Sesc Pompeia, em São Paulo, neste sábado, 15, e domingo, 16. As músicas do clássico disco do Pink Floyd, de 1979, ganharão versões feitas em tablets e smartphones, usados como instrumentos. Na adaptação livro, acompanhamos a história da personagem Pink, uma criança paulistana.

Rolling Stone - Pink Floyd: Edição Especial de Colecionador já está nas bancas

Chamado The Wall no Mundo de Pinklândia, o projeto tem, além de Lucas Santtana – que assina a direção geral e as versões das músicas – Marina Pittier (que interpreta a protagonista Pink), Curumin, Décio 7, Bruno Buarque e Loco Sosa. O muro cantando por Roger Waters, e que figura na capa do disco, ganhará vida em equipamentos eletrônicos, como computadores, smartphones e videogames. Segundo Lucas Santanna contou em um comunicado, “é através dessas ‘telas’ que a menina vê o mundo exterior”.

Feito para crianças, o espetáculo também será interativo, podendo o público mirim participar do cenário e das canções.

The Wall no Mundo de Pinklândia

15 e 16 de março, às 19h

Sesc Pompeia – R. Clélia, 93 - Vila Pompéia, São Paulo

Ingressos: R$ 20 (haverá meia entrada)