Amor, de Michael Haneke, é eleito o melhor filme de 2012 pela Associação de Críticos dos Estados Unidos

Longa ainda recebeu prêmios nas categorias de Melhor Diretor e Melhor Atriz, para Haneke e Emmanuelle Riva, respectivamente

MIRIAM COLEMAN Publicado em 07/01/2013, às 11h33 - Atualizado às 12h41

Amor, de Michael Haneke
Reprodução

A Associação Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos escolheu Amor como o melhor filme de 2012, no último sábado, 5. O diretor do filme, Michael Haneke, e a atriz protagonista, Emmanuelle Riva, também receberam os prêmios máximos nas suas categorias.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Com uma trama que conta a história de um casal octogenário que luta contra seus problemas de saúde, o longa indicado pela Austrália para a categoria de Melhor Filme Estrangeiro para o Oscar e vencedor da Palma de Ouro, de Cannes, derrotou os concorrentes O Mestre e A Hora Mais Escura no prêmio principal.

A associação, formada por 60 dos mais proeminentes críticos de cinema dos Estados Unidos, deu a Lincoln o prêmio de Melhor Roteiro, assim como de Melhor Ator para Daniel Day-Lewis.

Matthew McConaughey foi escolhido como Melhor Ator Coadjuvante por suas performances em Magic Mike e Bernie, enquanto Amy Adams foi eleita a melhor atriz coadjuvante.

O documentário The Gatekeepers sobre a agência de segurança israelense Shin Bet, foi o vencedor na categoria Não-Ficcional, enquanto o título de Melhor Filme Experimental foi dado ao This Is Not a Film, do diretor iraniano Jafar Panahi.