Ian Anderson homenageia o agricultor que inspirou o nome da banda Jethro Tull em turnê pelo Brasil

Ex-cantor e flautista da banda inglesa faz show em São Paulo nesta quarta-feira, 7

Paulo Cavalcanti Publicado em 07/10/2015, às 17h47 - Atualizado às 19h51

Ian Anderson
AP Images

Nesta quarta-feira, 7, Ian Anderson, ex-cantor e flautista da banda inglesa Jethro Tull, se apresenta em São Paulo, no Teatro Bradesco. Ontem, ele passou por Porto Alegre e segue com sua turnê brasileira se apresentando em Curitiba (Teatro Guaira, dia 9) e Belo Horizonte (Palácio da Artes, dia 10).

50 músicas que resumem o espírito do rock and roll.

O espetáculo se chama Jethro Tull – The Rock Opera, mas não é exatamente sobre a banda que o consagrou. Trata-se de uma ópera rock sobre o famoso agricultor homônimo que viveu no século XVII e que inspirou o nome do grupo que fez sucesso na década de 1970 tocando folk progressivo. Para dar o formato a esse trabalho conceitual, Anderson resgatou vários clássicos da banda como “Aqualung”, “Living In The Past”, “The Witch's Promise”, “Locomotive Breath”, etc.

O músico adaptou algumas das letras e também criou alguns novos temas. Ele conta que tudo surgiu com naturalidade: “Para mim, foi um processo bem tranquilo”, fala. “Foi mais um dia no escritório. Sou uma pessoa que trabalha com a criatividade e assim tenho que dar vazão a isso de alguma forma”.

Piadista e assertivo, o ex-comunista Ricardo Boechat acumula 45 anos de jornalismo mantendo a firmeza do discurso, mas sem jamais perder o carisma.

Anderson afirma também que fazer esta ópera rock era uma espécie de dívida de gratidão que ele tinha com o homem que deu o nome a banda. “Jethro Tull foi uma das grandes figuras da sociedade do meu país”, fala. "Ele ajudou a avançar a Revolução Industrial na Inglaterra e criou diversos equipamentos revolucionários. Mas não é uma mera viagem ao passado. Eu imagino como se ele estivesse vivendo em um futuro próximo, com todas as mudanças ambientais que ocorreram no planeta.”

No palco, Anderson será acompanhado por David Goodier (baixo), John O'Hara (teclados), Florian Opahle (guitarra) e Scott Hammond (bateria). “Eles estão comigo há um bom tempo e já trabalhamos em projetos similares, como Homo Erraticus. Eles são essenciais para recriar com exatidão o som original do Jethro Tull”, fala.

O show terá algumas participações especiais via vídeo. Anderson dá mais detalhes. “Para contar a história de uma maneira mais diversificada, eu achei que seria interessante ter algumas presenças extras. Como estas pessoas não podem viajar comigo, elas estão em vídeo.” Depois, brinca: “Mas garanto que todas elas estão sendo pagas!”.

Ian Anderson em São Paulo

Quarta-feira - 07 de outubro de 2015, às 21h

Teatro Bradesco SP - Rua Palestra Itália 500 - São Paulo - SP

Entre R$ 150,00 e R$ 400,00 (há meia-entrada)

Informações - Teatro Bradesco