Pulse

Ícones disco

Jeff Olson, o caubói do Village People, falou à Rolling Stone Brasil sobre os shows no país, a trajetória do sexteto e rótulos

Por Paulo Cavalcanti Publicado em 27/05/2011, às 15h23

O Village People se apresenta nesta sexta, 27, em São Paulo, e neste sábado, 28, em Florianópolis
Aaron Cobbet/Divulgação

O sexteto norte-americano de cantores-dançarinos se apresenta nesta sexta, 27, no HSBC Brasil, em São Paulo, e neste sábado, 28, em Florianópolis, no Floripa Music Hall. O Village People dispensa maiores apresentações. O grupo existe desde a segunda metade dos anos 70 e, mesmo com algumas mudanças em sua formação, ainda é um dos mais conhecidos expoentes da era disco.

O Village People também é um genuíno ícone pop. Seu som e visual já foram citados e parodiados inúmeras vezes em filmes, programas de TV e propagandas. A formação atual conta com Ray Simpson (o policial e cantor principal), Felipe Rose (o índio), Alex Briley (o soldado), David "Scar" Hodo (o operário), Eric Anzalone (o motoqueiro) e Jeff Olson (o caubói).

Olson não é um dos integrantes dos anos 70: ele substituiu o caubói original Randy Jones. Mas a essa altura, ninguém dúvida que ele tenha ganho com méritos suas esporas - Olson está no grupo desde 1980. Sobre a apresentação, ele afirma que será como de costume: "Sempre tentamos mostrar algumas coisas novas, mas sabemos que não podemos dar as costas aos clássicos. Todo mundo espera do Village People um show rápido, dançante e excitante. Tem que ter hits como 'In the Navy', 'Y.M.C.A.', 'Can't Stop The Music', 'San Francisco', 'Go West', etc."

Sobre o fato de, há 30 anos, interpretar o "caubói", Olson diz: Ah, têm sido anos muito divertidos. Todos conhecem e gostam do Village People. Viajamos pelo mundo inteiro, dividimos o palco com um monte de gente legal. Nossa turnê com a Cher, no período 2004/2005, sem dúvida, foi um dos pontos altos da trajetória do grupo."

Apesar do sexteto ter surgido em meio a cultura gay, Olson acredita que, três décadas depois, a trupe superou essa noção: "Eu não acho que agora o grupo tenha essa ligação exclusiva com o chamado universo gay. Nada contra, é claro, já que o grupo nasceu nesse nicho e o Village People tem alguns integrantes que são abertamente gays. Mas já estamos há tanto tempo em atividade que transcendemos esse tipo de rótulo. Nossos shows têm a presença de pais, mães, avós. O nosso principal compromisso é com a diversão e com a descontração", finaliza.

Village People

São Paulo

27 de maio

HSBC Brasil - R. Bragança Paulista, 1281 - Chácara Santo Antônio

R$ 80 (setor 3), R$ 140 (setor 2), R$ 150 (cadeira alta), R$ 180 (setor 1), R$ 220 (frisas), R$ 240 (setor VIP), R$ 250 (camarote) ou R$ 280 (setor VIP premium) - há meia entrada para todos os setores

Vendas online: www.ingressorapido.com.br

Informações: www.hsbcbrasil.com.br

Florianópolis

28 de maio

Floripa Music Hall - Rua Henrique Valgas, 113 - Centro

R$ 100 (pista), R$180 (mezanino), R$ 200 (pista premium), de R$ 250 a R$ 400 (camarote) - valores relativos ao primeiro lote

Vendas online: www.blueticket.com.br

Informações: (48) 3222-8416