E.T. - O Extraterrestre completa 30 anos

O filme indicado a nove Oscars chegou aos cinemas, nos Estados Unidos, em 11 de junho de 1982

Redação Publicado em 11/06/2012, às 11h01 - Atualizado em 13/06/2012, às 13h11

E.T. – O Extraterrestre
Divulgação

Há 30 anos, um adorável extraterrestre proferiu pela primeira vez uma frase que se tornaria um ícone da cultura pop: “ET, telefone, (minha) casa”. Estreou no circuito norte-americano em 11 de junho de 1982 E.T. - O Extraterrestre, de Steven Spielberg.

Arquivo RS: Uma Conversa com Steven Spielberg - Em 1982, há 30 anos, o diretor ganhava o mundo com E.T. – O Extraterrestre. Ambicionando se superar a cada trabalho, ele ainda mantinha os pés no chão enquanto criava as obras mais mirabolantes que o cinema já havia visto até aquele momento.

Um grande sucesso de bilheteria, o filme recebeu nove indicações ao Oscar, incluindo as de melhor filme, direção e roteiro. Dessas nove, levou quatro prêmios: melhores efeitos especiais, melhores efeitos sonoros, melhor som e trilha sonora original.

Curiosamente, a ideia original para o doce filme infantil era que ele fosse um título de terror. Inicialmente, o ser bonzinho que fez amizade com uma Drew Barrymore de apenas 6 anos de idade ia aterrorizar a família, acompanhado de outros seres de sua espécie que também estavam perdidos na Terra. Seu dedo luminoso, em vez curar, seria fatal.

Spielberg acabou optando posteriormente pela versão light que consagrou E.T. - O Extraterrestre como um dos maiores filmes da história.

E.T. ganhou vida com a ajuda de uma equipe de especialistas em marionetes e atores anões. O rosto dele mistura as feições do cientista Albert Einstein e dos escritores Ernest Hemingway e Carl Sandburg.

Neste trigésimo ano de E.T. - O Extraterrestre, os estúdios Universal vão lançar a primeira edição em blu-ray do filme. A previsão é que o produto chegue às lojas em outubro.