Pulse

Iggy Pop e Ke$ha, U2 e Seu Jorge: relembre parcerias inusitadas da música

Redação Publicado em 01/12/2012, às 15h31 - Atualizado às 15h34

A grande maioria dos artistas gosta de atuar em uma zona de conforto musical, mas existem aqueles que ousam e se juntam em parcerias que muitos fãs não poderiam imaginar. Veja alguns exemplos a seguir.
Twitter Oficial Reprodução

A novidade do segundo álbum da Ke$ha, Warrior, é a faixa “Dirty Love”, que conta com a participação do Iggy Pop, que canta (ou fala) um refrão zombando o político republicano Rick Santorum, (conhecido por comentários anti-homossexuais durante campanha a presidência dos Estados Unidos em 2010). Talvez esta parceria não seja tão inusitada assim, já que a letra “Cockroaches do it in garbage cans… Santorum did it in a V-neck sweater” ("baratas transam em latas de lixo... Santorum transou em um suéter com gola em V") poderia pertencer tanto a um quanto ao outro.
Para encerrar sua turnê no Brasil em 2011, o U2 chamou na metade do show o cantor Seu Jorge para uma cover de “The Model”, da banda alemã Kraftwerk. A canção foi tocada para mais de 90 mil pessoas no estádio do Morumbi, com Seu Jorge e The Edge no violão. O carioca foi escolhido por Bono em uma lista oferecida pela gravadora Universal, seguindo o costume da banda, de sempre chamar um artista nacional em seus shows.
O disco Fundamental, com onze músicas inéditas compostas pelo ex-Police Andy Summers foi feito especialmente para a voz da Fernanda Takai, acompanhada pela guitarra ou pelo violão de Summers. Misturando rock, pop e bossa nova, o álbum tem todas suas letras em inglês, com quatro que ganharam versões em português: “Pra Não Esquecer” (I Remember), “Chuva No Oceano” ("Teardrops In The Sea"), “Sorte No Amor” ("Music In Darkness") e “No Mesmo Lugar” ("Here I Am Again").
50 Cent e Eminem não é nenhuma novidade, desde o clipe “In da Club”, que marcou a estreia do rapper como um apadrinhado de Eminem e Dr. Dre. Mas formar um trio com Adam Levine, do Maroon 5, deu um tom surpreendente a “My Life”, que faz parte do álbum Street King Immortal, previsto para fevereiro de 2013. A faixa foi apresentada no palco do programa de talentos The Voice, que tem Levine como um dos jurados. A parceria teve um ótimo resultado e até ganhou clipe.
Mais do que parceria, trata-se de uma experiência entre a banda de metal Mastodon e a canadense indie Feist, que foi chamada Feistodon. O fruto disso foi um single de vinil 7 polegadas no Record Store Day, com Feist cantando "Black Tongue", do Mastodon, e com eles tocando "A Commotion", da Feist. Esta ganhou um clipe dirigido e editado por Vice Cooler, com Feist como a protagonista headbanger.
“Quero Toda Noite” integra o álbum de estreia do Fiuk, que foi quem fez o convite a Jorge Ben Jor e, inclusive, confessou que estava inseguro sobre a resposta do carioca. Jorge, no entanto, em diversas entrevistas fez elogios ao filho de Fábio Jr. O clipe, que também é primeiro do Fiuk, foi gravado no morro do Vidigal, a pedido de cantor, que quis mostrar um clima descontraído e simples, para combinar com o tom da música.
O álbum colaborativo de Lou Reed e Metallica, Lulu, deixou fãs chateados e críticos divididos a partir da data em que foi liberada a primeira faixa, “The View”, em streaming, como apresentação do que estava por vir. Em entrevista ao USA Today, Reed contou que fãs do Metallica o ameaçaram de morte pelo resultado da parceria. Apesar das opiniões negativas em blogs, sites e revistas, ambos os lados se consideram contentes com o que criaram juntos.
“Beautiful Dangerous” é assinada por Slash e faz parte do álbum solo de estreia do guitarrista. A surpresa são os vocais de Fergie. Os artistas já haviam cantado juntos ao vivo em ocasiões diferentes, e em 2010 entraram no estúdio para o disco Slash. O clipe polêmico da faixa se passa em um clube de strip-tease, com Fergie interpretando uma stripper que seduz, captura e acaba matando Slash.
Em 2011, Tony Bennett gravou o disco Duets II, no qual fez parcerias com artistas como Amy Winehouse, Michael Bublé e Mariah Carey. Porém, a que chamou mais atenção foi faixa que gravou com a Lady Gaga, “Lady Is a Tramp”, principalmente após boatos de um possível álbum de jazz que os dois estariam preparando. Em entrevista à Rolling Stone EUA, Bennett revelou que Lady Gaga fez o convite: "Ela me ligou da Nova Zelândia e disse: 'Quero fazer um disco de jazz com você'".
Após a pausa indefinida de Black Eyed Peas, Will.i.am preferiu não descansar e já de cara chamou dois grandes nomes para a primeira faixa do disco #willpower, Jennifer Lopez e Mick Jagger. A música “The Hardest Ever”, que é inteiramente dance com uma batida ideal para as pistas e a voz de Jagger sintetizada, teve seu clipe gravado em outubro de 2011, com os três artistas em um ambiente futurista.