Pulse

Iggy Pop, Tommy Lee e Duff McKagan ajudam vocalista do Sum 41 a se afastar do álcool

Deryck Whibley foi internado em um hospital no começo deste ano após problemas no fígado e nos rins

Rolling Stone EUA Publicado em 10/07/2014, às 15h07 - Atualizado às 18h48

Deryck Whibley (Sum 41)
Robb Cohen/AP

O frontman do Sum 41, Deryck Whibley, mencionou Iggy Pop e o baterista do Mötley Crüe, Tommy Lee, como pessoas que o ajudaram a permanecer sóbrio, em uma entrevista ao Kerrang!. O abuso de bebida alcoólica fez com que Whibley ficasse internado por um mês no começo deste ano, com problemas nos rins e no fígado.

Disco Raw Power, do Iggy Pop & The Stooges, completa 40 anos.

“Agora que eu estou sóbrio, não recebo ligações de certas pessoas que antes eu costumava receber... eram amigos da bebida”, disse Whibley. “Para eles, sou eu quem está perdendo tempo. Quem quer convidar o cara que não bebe mais para as festas? Sabe quem tem me ajudado bastante? O Iggy Pop. Ele tem um bocado de bons conselhos, o cara passou por tudo isso. Somos amigos há anos.”

Além de Iggy Pop, o músico disse que o círculo dele de amigos que não bebem inclui Lee, que “me disse o que esperar das pessoas, que nem todo mundo iria entender”, assim como o ex-baixista e o ex-baterista do Guns N’ Roses, respectivamente, Duff McKagan e Matt Sorum – “Saímos para tomar café e conversamos sobre essas coisas”, acrescentou Whibley.

O cantor admitiu sofrer de alcoolismo em uma nota sincera divulgada no site dele, depois de deixar o hospital em que ficou internado. O roqueiro canadense explicou que após sentar-se com uma bebida, em uma determinada noite, repentinamente sentiu-se doente e abatido. A noiva dele, então, levou-o imediatamente ao hospital, onde ficou sedado por uma semana.

Billy Corgan descreve parceria com Tommy Lee como “Supersonic Pumpkins”.

“Não é preciso dizer que isso me assustou muito”, escreveu ele. "Finalmente percebi que não poderia mais beber. Se eu ingerir qualquer bebida alcoólica, os médicos dizem que posso morrer. Não estou dando sermão, mas é que eu sempre bebo irresponsavelmente", disse antes de completar em tom de brincadeira: "Nunca imaginei que diria isso um dia!".

Apesar do trauma, Whibley contou que a doença o inspirou e ele voltou a compor. O vocalista do Sum 41 afirmou que espera concluir um álbum em breve e sair em turnê. De acordo com postagens recentes do site dele, Whibley tem trabalhado em novo material em casa. A banda Sum 41 não lança um disco desde Screaming Bloody Murder, de 2011.