Mad Men pagou US$ 250 mil por música dos Beatles

O criador da série diz que a música "Tomorrow Never Knows" era necessária para retratar a década de 60 autenticamente

Rolling Stone EUA Publicado em 08/05/2012, às 15h38 - Atualizado às 16h03

Matthew Weiner
AP

Matthew Weiner (foto), criador de Mad Men, pagou US$ 250 mil em taxas de licenciamento para usar a faixa "Tomorrow Never Knows", dos Beatles, no episódio da série que foi ao ar no último domingo, 6, nos Estados Unidos. As informações são do New York Times.

Apesar do custo, Weiner achou que o alto custo seria válido, já que seria temática e cronologicamente consistente com o ambiente da série, que se passa na década de 60. "Eu sempre achei que faltava uma certa autenticidade, porque a gente nunca pôde ter uma gravação de verdade dos Beatles tocando", Weiner disse ao Times, lembrando que as tentativas anteriores de licenciar conteúdo dos Beatles para o programa foram negadas pela Apple Corps. "Não somente alguém cantando uma música deles ou uma versão de uma canção, mas eles mesmos tocando uma música na série. Sempre me pareceu que era um defeito, já que eles são a maior banda, provavelmente, do século 20."

Weiner não quis entrar em detalhes a respeito do acordo, mas afirmou que entende a razão pela qual a música dos Beatles custa tão caro para licenciamento televisivo. "Não importa o que as pessoas digam, não se trata do dinheiro", afirma Weiner. "Nunca é. Eles estão preocupados com o legado e o impacto artístico." Para garantir o acordo, Weiner teve que compartilhar detalhes da trama com a Apple Corps. "Foi difícil porque eu tive que, em termos de escrita, me comprometer com a história que era digna dessa oportunidade incrível", diz Weiner. "O lance com essa música em particular é que os Beatles, ao longo de sua intensa existência, estavam constantemente inovando e eu realmente queria mostrar o quanto eles estavam à frente da cultura. Para mim essa música é revolucionária, assim como o disco em que ela está [Revolver, de 1966]."

Para se ter uma noção, as músicas mais populares costumam ser licenciadas para programas de televisão por menos de US$ 100 mil. Um episódio de uma temporada anterior da série incluiu o clássico dos Rolling Stones "(I Can't Get No) Satisfaction", que provavelmente foi licenciada por um custo parecido, já que os Stones costumam cobrar caro pelo uso de suas músicas.

"Tomorrow Never Knows" foi usada no fim do episódio de Mad Men do último domingo, 6, intitulado Lady Lazarus. A jovem esposa de Don Draper, Megan, pede a ele que coloque para tocar a cópia dela de Revolver. Ela diz para ele colocar para tocar esta música, a faixa mais radical, em termos artísticos, que a banda tinha produzido até aquele momento. O conservador e tedioso Draper não fica impressionado com a música e a desliga, reforçando um tema recorrente da temporada de que o personagem está completamente fora de contato com a cultura jovem.