Indonésia nega permissão para show de Lady Gaga

Depois de protestos de líderes religiosos e políticos, cantora terá de cancelar apresentação que faria em junho no país

Rolling Stone EUA Publicado em 15/05/2012, às 17h37 - Atualizado às 18h38

Lady Gaga
AP

Lady Gaga terá de cancelar o show que faria em Jacarta, Indonésia, em 3 de junho. A permissão para o concerto foi negada depois de protestos de líderes políticos e religiosos do país, informou a agência de notícias Associated Press.

Lady Gaga estampou a capa da Rolling Stone três vezes. Clique aqui para ler a íntegra das entrevistas.

Líderes islâmicos e parceiros de políticos conservadores se mostraram veementemente contra a possibilidade da apresentação de Gaga, temendo que a imagem da cantora – das roupas dela aos passos de dança – pudessem “manchar a moral do país e corromper a juventude da nação”.

As críticas vieram acompanhadas de ameaças à integridade física de Gaga, com declarações de que seriam tomadas medidas para que ela não conseguisse nem descer do avião. Com isso, a polícia ficou preocupada com o fato de que poderia não conseguir garantir a segurança, segundo o porta-voz da polícia Boy Rafli Amar. A polícia então recomendou que a permissão para o show da turnê Born This Way Ball fosse negada.

Em Jacarta é comum que permissões para shows sejam concedidas bem depois do início das vendas de ingressos, o que também aconteceu nesse caso. A apresentação no estádio Gelora Bung Karno, que já tinha esgotado as 52 mil entradas colocadas às venda, seria a maior da parte asiática da turnê. Ainda não foram divulgadas informações sobre reembolso.

“Estou muito desapontada”, disse Mariska Renata, que havia comprado um ingresso, à AP. Para ela, sucumbir aos desejos dos conservadores só dá a eles mais poder. “Somos maduros o suficiente para conseguir separar nossos valores morais de artes e cultura.”

Gaga iniciou a turnê Born This Way Ball em Seul, no fim de abril, em meio a protestos similares de grupos cristãos, que forçaram as autoridades a limitar a entrada no show a maiores de 18 anos.