Influencer Juliana Thaisa acusa Edi Rock, dos Racionais MC's, de abuso sexual

Rapper Edi Rock negou acusação em nota nas redes sociais, apesar de vídeos e relato publicados pela influencer

Redação Publicado em 22/06/2022, às 12h20

None
Edi Rock (Foto: Divulgação / Leonardo Muniz)

Edi Rock (nome artístico de Edivaldo Pereira Alves) recebeu acusação de abuso sexual. A influencer Juliana Thaisa recorreu às redes sociais para expor supostos crimes na última terça, 21. Ela publicou vídeos e prints para denunciar acontecimentos de 2021.

Segundo relato (via Quem), músico teria se recusado a deixar o apartamento de Juliana após pedidos. A influencer teria chamado a polícia para conter Edi, que insistiu. Entre as provas apresentadas na internet, estão prints de conversas com a irmã e um boletim de ocorrência contra o rapper.

+++ LEIA MAIS: Processo de assédio contra Marilyn Manson é arquivado
+++ LEIA MAIS: Snoop Dogg: acusações de assédio sexual contra rapper são removidas

"Tem um pouco mais de 1 ano que fui violentada, e na época eu não expus pra preservar a minha filha, fiquei com medo. E há pouco tempo decidi expor tudo, tanto as violências do núcleo familiar, como a violência do cantor de rap," Juliana afirmou.

O inquérito aberto para investigar assédio sexual teria sido arquivado antes mesmo do depoimento da vítima. Como justificativa, a falta de provas cabais sobre o "crime clandestino" praticado. Desta forma, o caso não foi adiante na justiça.

+++ LEIA MAIS: Djonga coloca 'fogo nos racistas' em palco de festival; assista

O integrante dos Racionas MC's emitiu nota sobre acusações nas redes sociais. Edi negou acusações, apoiando-se na decisão inicial da justiça: "Salve família! Sobre as acusações contra mim nas redes, já foi comprovado pela justiça que é mentira! Os fatos expostos tornaram a narrativa apresentada ilegítima e caluniosa. Meus advogados cientes, tomaram as medidas cabíveis."