Integrantes do U2 fazem aparição surpresa em festa e tocam com banda cover

The Edge e Adam Clayton levaram o público de um pequeno clube em Nova York ao delírio

Rolling Stone EUA Publicado em 31/07/2015, às 14h35 - Atualizado às 15h47

the edge

O U2 passou os últimos dois meses levando convidados especiais – um imitador de Elvis, uma banda cover canadense, Lady Gaga, entre outros – para o palco da atual turnê deles. Mas, na noite da última quarta-feira, 29, o grupo elevou a ideia a outro nível quando o guitarrista The Edge e o baixista Adam Clayton se juntaram à Unforgettable Fire, banda de Nova York em tributo ao U2, para uma apresentação em um pequeno clube.

A aparição se tornou ainda mais especial por se tratar de um show em comemoração aos 20 anos do fã-clube @U2. Nenhum dos envolvidos na celebração sabia que metade dos integrantes do grupo irlandês estariam presente até momentos antes deles aparecerem no palco. “Foi espetacular”, disse o fundador do @U2, Matt McGee, à Rolling Stone EUA. “O pessoal todo passou a manhã trocando mensagens e se perguntando, ‘Isso realmente aconteceu?’”

Dois meses antes, todos os membros do U2 foram formalmente convidados para participar da festa. Eles teriam um dia de folga da série de apresentações no Madison Square Garden, em Nova York, mas responderam por e-mail que tinham outros compromissos e que não poderiam comparecer. Alguns dos responsáveis pelo gerenciamento e pela publicidade dos astros do rock, contudo, eram esperados.

“De repente, Dallas Schoo, assistente técnico da guitarra de Edge, apareceu pela entrada principal”, conta McGee. Schoo é uma figura familiar para os fãs do U2 e um burburinho logo se formou em volta dele. “Ele disse para mim, ‘Olha, me leve para o palco. Vou tocar algumas músicas com o Unforgettable Fire’. Pensando agora, acho que a entrada dele foi de certa forma um plano para nos distrair. Isso tomou a atenção de todos os fãs e Edge e Clayton puderam se esgueirar por uma porta lateral até a área VIP”.

“Eu não os vi até eles chegarem do lado do palco. Eu pensei comigo, ‘O que está acontecendo? Isso é real? O que eles estão fazendo aqui? O que vai acontecer agora?"

Schoo começou a tocar com o grupo cover, o que já foi suficiente para levar a plateia à loucura, mas Clayton e Edge surgiram para interpretar "Where The Streets Have No Name”. “Todos explodiram. Foi inesquecível e simplesmente insano. O Edge cover estava bem ao lado do Edge real e o Adam cover estava bem do lado do Adam real. A felicidade estampada no rosto deles era tão grande que eu quase chorei”, lembra o fundador do @U2.

Quando a música acabou, as celebridades deixaram os instrumentos de lado e posaram para fotos com o grupo. “O público começou a pedir bis e eles voltaram para tocar “Out of Control”. Eles tiraram mais uma foto com a banda e os seguranças os levaram pela porta lateral. Foi fantástico”.

McGee ainda está em estado de choque. “Eles não precisavam fazer aquilo. É uma honra tão grande

para a comunidade dos fãs. Eles fizeram isso para dizer obrigado e manifestar o reconhecimento pelo pessoal que tem seguido o U2 por todos esses anos. Para o 25° aniversário a única forma de superar isso é ter a banda inteira aqui. Mas, de verdade, não tem como superar isso. É a coisa mais fantástica que poderiam ter feito”.