Interdição, briga dos filhos e reclusão: os últimos anos de João Gilberto

O caso de interdição feito pela filha de João Gilberto que dava à ela os direitos sobre as decisões do pai

Redação Publicado em 06/07/2019, às 18h55

None
João Gilberto, em show no Rio de Janeiro, em 2008 (Foto: Wilton Junior/Agência Estado/AE (Agencia Estado via AP Images)

Morreu neste sábado, 6, o cantor e compositor João Gilberto. O baiano estava recluso há alguns anos e não recebia ninguém a não ser os próprios familiares. Mas uma disputa entre familares de João, principalmente dois dos seus três filhos, Bebel e João Marcelo, colocou o nome do artistas no noticiário, não necessariamente o cultural. 

Em 2017, Bebel Gilberto pediu a interdição judicial de João, por acreditar que ele não teria mais condições de de viver o rigor de seus direitos. Sendo assim, a tutela de decisões sobre o compositor ficaram pertencentes à ela.

+++ LEIA MAIS: Além de Chega de Saudade: 8 músicas para entender João Gilberto, o Pai da Bossa Nova

Já em 2019, o filho mais velho do músico, João Marcelo, acusou Bebel de estar roubando o dinheiro do pai. 

Em meio ao fogo cruzado estavam João e a filha mais nova dele, Luísa Carolina, que estava sob a guarda da ex-esposa do músico de Juazeiro, a empresária Cláudia Faissol.  

Entenda a interdição judicial de João Gilberto

Bebel Gilberto alegava seu pedido de intervenção judicial devido às condições físicas e dívidas financeiras do pai. Ela afirmou que ele estava com confusões mentais e facilmente manipulável. Ainda, disse que ele corria o risco de uma ordem de despejo de seu apartamento no Leblon, Rio de Janeiro.

Essa ação, segundo a filha, também tinha a intenção de afastar Cláudia Faissol, ex-companheira de João Gilberto, do controle da vida dele, principalmente nas questões financeiras. Sob segredo de justiça, o caso era discutido na 5ª Vara de Órfãos e Sucessões do Rio.

+++ ANÁLISE: Revolucionário, João Gilberto transformou o DNA musical brasileiro 

O seu meio-irmão de Bebel, João Marcelo, acusa a também cantora de tentar roubar o dinheiro do cantor. Ele disse ainda que o pai se sentia “prisioneiro de Bebel”. O filho tentou retirar a interdição desde que ela foi requerida.

“Ao longo desses anos, observo que o cuidado com sua saúde nunca foi prioridade para seus filhos mais velhos”, disse Faissol, em depoimento publicado no jornal Folha de S.Paulo,em abril de 2019. 

Segundo ela, é importante “ficar claro que o agravamento dessa situação vulnerável do João muito se deve à forma como Bebel Gilberto vem conduzindo esse processo [da interdição]”.

Os últimos anos de reclusão 

Até onde se sabe, João Gilberto viveu os últimos anos em reclusão e de maneira simples. Seu estado de saúde também gerava preocupação, mas pouco era revelado de fato pelos familiares. 

Se já não era muito de sair do seu apartemento no Leblon, na zona sul do Rio de Janeiro, e tinha hábitos regulares de pedir comida de um restaurante próximo de onde morava, em 2011 João praticamente desapareceu. 

Ele celebraria seu aniversário com a turnê 80 Anos: Uma Vida Bossa Nova. O giro pelo País seria iniciado em Salvador, em outubro, também passaria por São Paulo e Rio de Janeiro. Na ocasião, o médico de João pediu pelo adiamento a turnê, para que ele pudesse tratar de uma gripe. 

Por fim, a turnê foi cancelada definitivamente. E João Gilberto nunca mais pisou em um palco profissionalmente.

Ele chegou a surgir nas redes sociais de seus familiares, no dia do seu aniversário de 88 anos, no dia 10 de junho. 

Na imagem, publicada por Adriana, casada com João Marcelo Gilberto, o filho mais velho do músico, ele surge com a neta Sofia deitada no seu colo. Veja abaixo: 

Em abril de 2018, depois de meses da abertura do processo de Bebel Gilberto para a interdição do pai, a Justiça autorizou o arrombamento do apartamento onde o artista vivia, no Leblon, na zona sul do Rio.

A filha alegava querer verificar o estado de saúde do músico e avisá-lo formalmente sobre o processo de interdição.

De acordo com pessoas próximas a João, ele aceitou se muder para um apartamento emprestado na Gávea, também no Rio de Janeiro. 

+++ SESSION ROLLING STONE: Cynthia Luz acredita no amor puro com "Não Sou Sem Nós"