O Som ao Redor, que representa o Brasil nas pré-indicações ao Oscar, é lançado em DVD e Blu-ray

Longa de Kleber Mendonça Filho foi destaque no circuito de festivais nacionais e eleito um dos melhores de 2012 pelo jornal The New York Times

Redação Publicado em 15/12/2013, às 11h07

O Som ao Redor
Divulgação

Aclamado em festivais nacionais e um dos destaques do ano passado do jornal The New York Times, o filme O Som Ao Redor já está disponível nas lojas do país, em DVD e Blu-ray duplo.

Leia nossa entrevista com o diretor Kléber Mendonça Filho.

Ao chegar às prateleiras, o filme ganhou extras como making of, comentários em áudio do diretor Kleber Mendonça Filho, cenas cortas, erros de filmagens e entrevistas realizadas em São Paulo, Sarajevo e Nova York.

O lançamento também inclui os curtas-metragens do diretor, A Menina de Algodão (2003), Vinil Verde (2004), Eletrodoméstica (2005), Noite de Sexta Manhã de Sábado (2006), Luz Industrial Mágica (2008) e Recife Frio (2009).

Primeiro longa de Mendonça Filho, O Som Ao Redor foge da estética “cabeça”, pouco palatável e experimental demais. No Brasil, o filme ficou dez semanas no circuito, e faturou dois prêmios no Festival do Rio, além de ter sido eleito o Melhor Filme da Mostra de São Paulo.

“É uma representação artística da ideia de Pernambuco”, explicou o diretor, natural do estado, à Rolling Stone Brasil, na época da chegada do filme aos cinemas. “Tem coisas que odeio aqui e coisas que me deixam fascinado: a história, a cultura, a forma como as coisas funcionam.”

Repercussão internacional e Oscar

O longa já foi premiado em diversos festivais do Brasil e do mundo e foi escolhido pelo jornal The New York Times como um dos dez melhores filmes do ano passado, além de receber elogios de outras publicações como Los Angeles Times e Village Voice.

O filme agora passará pelo crivo da Academia norte-americana e entrará ou não entre os candidatos ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Dentre os latinos ainda temos o argentino Wakolda, de Lucía Puenzo; o chileno Gloria, de Sebastián Lélio e o mexicano Heli, de Amat Escalante.

A lista de indicados sai no dia 16 de janeiro e a premiação será entregue em 2 de março, no Teatro Dolby, de Hollywood.