Pulse

Iron Maiden: Bruce Dickinson "provoca" cariocas e diz que apresentação no Rock in Rio foi só um "showzinho"

Banda inglesa se apresentou para 61,5 mil pessoas neste domingo, 6, no estádio do Morumbi, em São Paulo

Felipe Branco Cruz Publicado em 07/10/2019, às 15h34

None
Iron Maiden levou uma réplica de avião ao show no estádio do Morumbi, em São Paulo (Foto: Move Concerts/Instagram)

Se na última sexta, 4, no Rock in Rio, o Iron Maiden preferiu não fechar a noite do metal (deixando a tarefa para os veteranos do Scorpions) neste domingo, 6, no Estádio do Morumbi, em São Paulo, o palco foi só para a banda.

O Iron Maiden entregou para os 61,5 mil fãs que lotaram o estádio a mesma apresentação teatral que fez no Rock in Rio. E o vocalista Bruce Dickinson quis também afagar o ego dos paulistanos e "provocar" os cariocas.

"Fizemos um 'showzinho' no Rio de Janeiro e nos disseram que aquele foi o melhor show que já viram no Rock in Rio. Mas, hoje, será diferente. Estamos em São Paulo e aqui não será o melhor show do Rock in Rio. Aqui será o melhor show do Brasil. Acreditem em mim", disse Dickinson.

+++ Leia Mais: Pink, Muse e Franciso, El Hombre: os 7 melhores shows do último fim de semana de Rock in Rio 2019

A apresentação, que faz parte da turnê "Legacy Of The Beast Tour", foi aberta com a porrada sonora "Aces High". O clássico de 1984, do álbum Powerslave, fala sobre as batalhas aéreas da RAF (a Força Aérea Britânica) durante a Segunda Guerra Mundial. Para ilustrar, a banda suspendeu uma réplica de uma caça Spitfire que "sobrevoou" o palco. Mais teatral impossível. 

Comandando o circo estava Bruce Dickison que, aos 61 anos, depois de vencer um câncer na garganta em 2015, segurava agudos impossíveis e comandava a tropa formada pelos colegas Dave MurrayAdrian Smith e Janick Gers (guitarras), Steve Harris (baixo) e Nicko McBrain (bateria).

A apresentação seguiu com várias trocas de cenários e roupas e até uma luta de espadas entre Dickison e Eddie, o mascote da banda de três metros de altura, em "The Trooper". Foi quando Dickison pode demonstrar toda a sua perícia com a espada já que, além de piloto de avião, fabricante de cervejas, palestrante de empreendedorismo, ele também é esgrimista profissional.

O clima teatral do Iron Maiden se seguiu em praticamente todas as músicas, em especial com "Fear of The Dark", quando Dickinson surgiu de cartola, máscara e capa, dando um clima de "Fantásma da Ópera" ao show. A apresentação foi encerrada com um bis de "Hallowed be Thy Name" e "Run To The Hills".

Antes, a banda The Raven Age, do filho do baixista Steve Harris, George Harris, fez a apresentação de abertura que não empolgou mas também não incomodou o público.

Nesta quarta, 9, o Iron Maiden se despede do Brasil com uma apresentação em Porto Alegre.

Confira o setlist do show em São Paulo:

  1. Aces High
  2. Where Eagles Dare
  3. 2 Minutes to Midnight
  4. The Clansman
  5. The Trooper
  6. Revelations
  7. For the Greater Good of God
  8. The Wicker Man
  9. Sign of the Cross
  10. Flight of Icarus
  11. Fear of the Dark
  12. The Number of the Beast
  13. Iron Maiden
    BIS
  14. The Evil That Men Do
  15. Hallowed Be Thy Name
  16. Run to the Hills