Islã declara morte aos desenhos animados

Mickey Mouse, Tom e Jerry são chamados de “agentes do satã” em sentença emitida por xeique saudita

Da redação Publicado em 23/09/2008, às 16h38

O xeique saudita Muhammad Munajid emitiu uma fatwa (ou sentença de morte) a Mickey Mouse e outros desenhos animados norte-americanos. De acordo com o jornal britânico Daily Telegraph, o líder religioso teria acusado os personagens de "agentes do satã".

Muhammad Munajid já foi embaixador da Arábia Saudita nos Estados Unidos. O reino é um dos países mais ricos do Oriente Médio, e também um dos mais religiosos de todo o mundo islâmico. É lá que ficam as cidades de Medina e Meca.

O xeique ainda teria afirmado que "de acordo com a Sharia (a lei que rege o mundo islâmico) Mickey e suas contra-partes animadas deveriam morrer".

No último mês, o mesmo Muhammad Munajid condenou os jogos olímpicos por serem "obscenos por mostrarem mulheres naqueles trajes".