Top Gun pode ter continuação mesmo depois da morte do diretor Tony Scott

Produtor Jerry Bruckheimer revelou que Tom Cruise ainda pode estrelar a sequência

Redação Publicado em 10/06/2013, às 12h35 - Atualizado às 18h46

Tom Cruise em Top Gun, de 1986
Reprodução

A trágica morte de Tony Scott em agosto do ano passado parecia ter cancelado os planos de uma sequência de Top Gun. O produtor Jerry Bruckheimer afirmou, no entanto, que uma continuação ainda pode chegar ao cinema mesmo sem o diretor do original.

“Por 30 anos nós estamos tentando fazer uma sequência e não vamos parar. Ainda queremos fazer com Tom Cruise e a Paramount ainda está interessada”, disse o produtor durante conferência em Los Angeles, segundo noticiou o site Deadline. Mas Bruckheimer revelou que a morte de Scott no ano passado realmente parou temporariamente a produção.

Em novembro do ano passado, alguns meses depois da morte do cineasta, a Paramount afirmou que havia desistido do plano. O roteirista Peter Craig (Atração Perigosa) era quem trabalhava no texto da continuação que ainda pode contar com Tom Cruise. “O que Tom me diz é que não importa para onde ele vá, as pessoas ainda se referem a ele como Maverick”, disse o produtor, sobre o protagonista do filme de 1986. “É algo para qual ele está animado e se continuar com este entusiasmo conseguiremos fazer.”

No dia 19 de agosto, Tony Scott foi encontrado morto após cair da ponte Vicent Thomas, em Los Angeles. Em seu corpo foram encontradas altas doses de antidepressivos (Remeron) e pílulas para dormir (Lunesta). Scott também deixou notas de despedida para parentes e amigos.