iTunes pode se tornar gratuito

Apple negocia com grandes gravadoras para disponibilizar músicas de graça; consumidor deve pagar mais por aparelhos como iPod e iPhone

Da redação Publicado em 19/03/2008, às 11h13 - Atualizado às 12h10

Dispositivos da Apple, como o iPod, devem se tornar mais caros para quem quiser músicas de graça
Reprodução/Makeuseof

A Apple, fabricante do iPod e detentora da loja virtual iTunes, está negociando com grandes gravadoras para tornar o acesso às músicas gratuito, informou o Financial Times.

A grande maioria dos arquivos vendidos no iTunes (exceto as músicas da gravadora EMI) só podem ser ouvidos em dispositivos da Apple, como o iPod. Com uma negociação como essa, as vendas desses aparelhos poderiam aumentar - o que seria mais vantajoso para a empresa, que atualmente tem lucros maiores com a venda de aparelhos do que de músicas.

Segundo o jornal, a Apple não quis se pronunciar. Executivos próximos às negociações afirmaram que falta saber quanto a empresa estaria disposta a pagar pelo acervo das gravadoras.

Se o acordo vingar, a Apple deverá dar uma porcentagem sobre cada aparelho vendido aos seus parceiros na indústria musical. O consumidor deve pagar um valor extra para ter acesso livre às músicas - segundo pesquisas, clientes estariam dispostos a desembolsar o equivalente a R$170 a mais -, ou pagar uma taxa mensal.

A Nokia fechou um acordo semelhante com a Universal em dezembro passado, e pretende negociar com outras gravadoras antes de lançar seu aparelho "comes with music" ("vem com música"). Os tocadores com o serviço estarão disponíveis nos Estados Unidos já na segunda metade de 2008.