Two and a Half Men terá casamento gay entre protagonistas no fim da série

Walden (Ashton Kutcher) e Alan (Jon Cryer) ficarão juntos para conseguir adotar uma criança

Redação Publicado em 18/07/2014, às 11h46 - Atualizado às 19h05

Jon Cryer e Ashton Kutcher demonstraram entrosamento como novos parceiros de Two and a Half Men
AP

A série Two and a Half Men será encerrada com um casamento gay entre os protagonistas Walden (Ashton Kutcher) e Alan (Jon Cryer). De acordo com o site The Wrap, eles ficarão juntos na última temporada da sitcom para conseguir adotar uma criança.

Conheça dez celebridades que seguiram a carreira dos pais.

Segundo a chefe de entretenimento do canal de TV CBS, Nina Tassler, “Walden tem uma 'experiência de quase morte'”. “Isso o forçará a entrar em um dilema existencial, fazendo-o refletir sobre qual é, realmente, o significado da vida dele, a qualidade dela, fazendo-o dizer: ‘Preciso criar raízes mais profundas’. E então ele quer adotar uma criança.”

Edição 70: Charlie Sheen pode ter deixado o “tiger blood” e voltado à TV, mas não está totalmente abstêmio.

Apesar de o casamento ser algo comum no fim de seriados desse tipo, Two and a Half Men tenta "inovar" com uma união entre os protagonistas do mesmo sexo. O último ano da série tem estreia marcada para outubro, nos Estados Unidos.

Charlie Sheen pede US$ 10 milhões para participar de episódio final de Two and a Half Men.

Sobre a possibilidade de o desfecho gerar controvérsia, Nina afirmou: “Isso vai ‘cutucar’ as pessoas que, talvez, não queriam fazer parte deste assunto anteriormente. A realidade é que o casamento entre pessoas do mesmo sexo já é legal, e é legal também adotar uma criança. É isso que eles farão. E se aproveitando de algo com muita visibilidade.”