Jack Johnson encanta plateia no Natura Nós

O cantor havaiano encerrou o primeiro dia da edição de 2011 do evento com mais de 20 canções, em quase duas horas de apresentação

Por Stella Rodrigues Publicado em 22/05/2011, às 14h20

Jack Johnson encerrou o primeiro dia do Natura Nós 2011
Divulgação/Marcos Hermes

Jack Johnson pode não ter sido o mais falante dos cantores que passaram pelo Natura Nós no último sábado, 21, em São Paulo. Mas a mistura dos muitos agradecimentos tímidos e sorridentes e as mais de 20 músicas que conseguiu incluir no setlist, em pouco menos de duas horas, pareceu ser exatamente o que o público estimado de 20 mil pessoas que o assistiu pretendia curtir quando comprou ingresso. A fórmula de sucesso dele no palco é simples: muitos hits para pouco tempo, o que resulta em tocar muito e deixar para falar no final. E, sempre que possível, agradar cantando algumas palavras em português e dar uma ou outra atenção especial para alguém do gargarejo que se esgoela pedindo uma palheta.

A primeira parte da apresentação do havaiano, que começou com cerca de 15 minutos de atraso, às 22h15, teve algumas de suas faixas mais conhecidas: abriu com "You and Your Heart", primeiro single de seu disco mais recente, To the Sea. Seguiu com "If I Had Eyes", "Hope", "Taylor" e muitos aplausos. Não demorou muito para que viessem aqueles sucessos radiofônicos mais antigos, que ajudaram a colocar Johnson no mapa, entre eles "Sitting, Waiting, Wishing" e "Upside Down".

Durante "Wasting Time", Zach Gill, músico da banda, foi ao microfone para mostrar todos os seus dotes vocais. Em "Breakdown", Jack assumiu o ukulele - a partir daí, era impossível não ter vontade de estar na praia. O clima passou a ser, definitivamente, de romantismo e férias no litoral com uns amigos. Os ares de luau dado pelo estilo musical, tipo físico da atração e complementado pelas imagens de mar e gaivotas exibidas pelo telão sedimentaram a "boa vibe" emanada de e para a plateia. Um dos momentos mais descontraídos e espontâneos do show aconteceu um pouco mais para frente, ao ter início outro dos hits antigos, "Banana Pancakes". Esse ambiente ganhou algo a mais com uma confusão de Jack ao começar a tocar a faixa. Em um gracejo, cantou em outras línguas e incluiu um "oi, bonita", em português, que fez o público delirar. Mas logo depois se atrapalhou tocando, teve uma crise de gargalhada e introduziu uma das faixas mais aguardadas da noite aos risos.

Pouco depois, chamou ao palco o parceiro G. Love, que abriu o Natura Nós com sua performance solo, para acompanhá-lo. Cantaram e tocaram "Rodeo Clowns", de G., e um cover de Ramones, "I Wanna Be Your Boyfriend". O encerramento foi com a bela "Better Together", que elevou ainda mais o clima romântico da apresentação.

O bis, que em si já foi uma surpresa para muitos, já que Jack Johnson foi a única atração a voltar para o palco após se despedir, trouxe algo ainda mais inesperado - a presença da cantora brasileira Vanessa da Mata. Ela se uniu a Jack no palco para uma performance de "Mas Que Nada", de Sergio Mendes. Agora, o artista parecia interagir e se comunicar muito mais do que havia feito a noite toda. Além dessa faixa, esquentaram o fim de noite gelado dos paulistanos com "Staple it Together", "Good People" e "At or With Me".

O festival Natura Nós, cujo primeiro dia foi fechado com o show de Jack Johnson, contou ainda com as apresentações do já citado G. Love, Maria Gadú, Laura Marling, Jamie Cullum, Roberta Sá e Bid. Clique aqui para ler a respeito dessas demais performances.

O Natura Nós continua neste domingo, 22, também na Chácara do Jockey, mas com uma programação mais voltada para crianças e famílias. Veja abaixo:

Natura Nós 2011

22 de maio, a partir das 14h30

Barbatuques e Toquinho com participação de Verônica Ferriani e Roberta Sá

Chácara do Jockey - Avenida Pirajussara, s/n - São Paulo

R$ 60 (domingo)

Informações: 4003-1527