Jack White esclarece comentários sobre Lady Gaga

Roqueiro disse que nunca questionou a autenticidade das músicas da cantora

Rolling Stone EUA Publicado em 06/12/2012, às 12h20 - Atualizado às 12h51

Jack White
AP

Em entrevista para a revista britânica Esquire, Jack White atacou Lady Gaga e a cultura de celebridade - mas, agora, em um texto publicado no site da Third Man Records, ele afirmou que suas palavras foram distorcidas.

A Reconstrução de Jack: Depois de romper com o White Stripes, mudar de cidade e voltar a ser solteiro, Jack White usa o mundo fantasioso que criou como base para uma carreira solo.

“Eu não acho que ela vive isso porque tudo é artificial”, ele disse sobre Lady Gaga, segundo a Esquire. “É só imagem, não há conteúdo. Não dá para ter muito entusiasmo. É só frase de efeito. Mas é algo da época em que vivemos, porque é o que as pessoas querem. Elas querem algumas linhas no Twitter, uma imagem no formato Jpeg, um MP3.”

Sobre o Twitter, declarou: “Eu acho que as únicas pessoas que deveriam ter [contas no Twitter] são os comediantes. Porque é tudo resumido em algumas linhas”, ele disse. “Você não quer que o [escritor] Gore Vidal lhe diga: ‘agora estou lavando a louça’.”

Em declaração ao site da Third Man Records, Jack White comentou o que ele chamou de “drama de tabloide”. Veja o texto completo abaixo:

“Eu gostaria de falar sobre o recente drama de tabloides criado pela imprensa em relação a Lady Gaga. Eu nunca disse nada em relação a sua música, ou de alguma forma questionei a autenticidade das suas canções. Eu estava em uma conversa sobre os inconvenientes da imagem só pela imagem, e que isso é popular hoje em dia, não para questionar a imagem na frente de vocês, mas para rotular como 'legal' ou 'estranho' e logo descartá-lo. Eu não gostei de ver meus comentários sobre a aparência apresentada pela Lady Gaga sendo transformados em uma crítica negativa em relação a sua música. Se você quer começar a criar coisas, pelo menos pegue as minhas palavras corretamente. Eu acho que os jornalistas deveriam ser responsáveis por aquilo que eles dizem. Especialmente publicações como a NME, que coloca qualquer palavra que eles querem entre aspas e publica como se fossem citações. Talvez alguém com mais advogados possa dar a eles uma lição, mas eu uso somente o Twitter e a internet. Eu também acho que esse tipo de drama de tabloide encoraja os artistas a não expressar suas opiniões pela imprensa, e sim dar frases prontas e polidas que não estimulem pensamentos sobre criatividade e consumo da arte em suas várias formas.

Paz para Lady Gaga e eu a parabenizo e felicito por sua defesa à causa dos direitos gays e o impulso que isso é dado para ajudar a criar mudanças."