Jair Rodrigues foi um grande parceiro musical de Elis Regina: "Nós vivíamos num mar de rosas"

Músico, morto nesta quinta, 8, gostava de rememorar o trabalho feito ao lado da cantora

Guilherme Bryan Publicado em 08/05/2014, às 12h51 - Atualizado às 13h43

Foto publicada no livro Furacão Elis, da Editora LeYa
Divulgação / Editora LeYA

A carreira de Jair Rodrigues, morto nesta quinta, 8, aos 75 anos, foi marcada por grandes parcerias, mas uma se destacou na trajetória do cantor. Elis Regina foi mais que uma parceira profissional – tornou-se amiga de Jair. Em janeiro de 2012, quando completaram-se 30 anos da morte de Elis, Jair relembrou o primeiro encontro entre os dói, ocorrido nos bastidores do programa de televisão Almoço com as Estrelas, de Airton Rodrigues e Lolita Rodrigues, na TV Tupi.

Cantor Jair Rodrigues morre aos 75 anos.

“Eu estava começando a ter meus sucessos, como ‘Deixa Isso pra Lá’, e ela vinha dos festivais, com ‘Arrastão’”, contou o artista em entrevista à Rolling Stone Brasil. “Éramos da mesma gravadora. A gente se encontrava na noite, mas foi no programa onde ficamos batendo papo mais à vontade. Ela disse que era minha fã e que gostaria que eu desse um autógrafo para ela, e eu sugeri trocarmos as gentilezas. A partir dali, nasceu uma grande amizade.”

Galeria: a vida e a obra de Jair Rodrigues em fotos.

No próprio programa, Airton Rodrigues percebeu o grande entrosamento entre os dois e pediu para que um cantasse a música do outro. Dias depois, em 8 de abril de 1965, Jair Rodrigues foi participar de um show no Teatro Paramount, com produção de Walter Silva, o Pica-Pau, e Manoel Barenbein, e voltou a encontrar Elis. Foi ali que surgiu a ideia de eles ensaiarem o pout-pourri Dois na Bossa, que reunia canções de Vinicius de Moraes, Tom Jobim e Zé Kéti, entre outros.

Entrevista: Jair Rodrigues conta por que Herbert Vianna disse que ele era o "pai do rap".

Juntos, Jair Rodrigues e Elis Regina gravaram três discos ao vivo, todos com o título Dois na Bossa, e comandaram o programa O Fino da Bossa, da TV Record, durante três anos. “Nós juntávamos a fome com a vontade de comer. Era uma alegria geral, total e irrestrita, tanto fora, como dentro do palco. Nós vivíamos num mar de rosas”, ele afirmou. Depois que o programa saiu do ar, os dois cantores continuaram sempre se encontrando, tanto que Elis virou grande amiga da esposa de Jair, Clodine. Curiosamente, o primeiro filho do casal, Jairzinho, nasceu no mesmo dia da Pimentinha. “Eu tenho muita saudade dessa menina”, finalizou o cantor, que se sentia feliz com o fato de que os filhos dele são muito amigos dos filhos de Elis. Agora, é Jair quem deixa saudades.

Vídeos: no Estúdio RS, Jair Rodrigues cantou e disse que "Disparada" foi a música da vida dele