James Gunn recebeu 'carta branca' para acabar com o Esquadrão Suicida

Parece que o diretor tem todas as intenções para fazer jus ao nome da equipe de vilões, além de estar autorizado

Redação Publicado em 27/10/2020, às 13h13

None
Esquadrão Suicida (foto: reprodução / Warner - DC)

James Gunn revelou que a DCdeu 'carta branca' a ele para matar qualquer um dos personagens deEsquadrão Suicida, reboot do filme da equipe de super-vilões. 

O diretor falou sobre a liberdade criativa que os estúdios Warner deram a ele após um seguidor disse no twitter que a Arlequina de Margot Robbie estaria a salvo da morte, devido a imensa popularidade da personagem:

+++LEIA MAIS: 'Ayer Cut' existe! Diretor confirma nova versão para Esquadrão Suicida

"Nenhum personagem foi protegido pela DC. Eles me deram carta branda para fazer o que eu quisesse. Essa foi uma das coisas nas quais concordamos antes de eu aceitar trabalhar para eles. Eu não estava procurando uma forma de chocar, mas queria que o público soubesse que qualquer coisa poderia acontecer", afirmou.

Aparentemente, os termos em Gunn trabalha são bem diferentes daqueles  que o diretor do primeiro filme do Esquadrão Suicida, David Ayer, trabalhou. Ayer contou repetidas vezes que foi 'podado' pela Warner e teve que mudar pontos-chaves do enredo e do tom do filme várias vezes contra a vontade dele.

+++LEIA MAIS: Diretor de Esquadrão Suicida afirma que o filme que ele quis 'nunca foi feito'

Além deMargot Robbie  como Arlequina, o filme vai aproveitar poucos integrantes do primeiro Esquadrão Suicida: apenas Joel Kinnaman  retorna como Rick Flag, Jai Courtney  como o Capitão Bumerangue e Viola Davis na pele de Amanda Waller.


+++ BK' | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL