James Gunn volta ao cargo de diretor de Guardiões da Galáxia 3

O cineasta havia sido demitido da produção em julho de 2018, após ressurgirem tuítes fazendo piada com pedofilia e estupro

Redação Publicado em 15/03/2019, às 16h00

None
James Gunn (Foto:Vianney Le Caer/Invision/AP)

De acordo com a informação divulgada pelo Deadline, a Disney voltou atrás na decisão de manter James Gunn afastado de suas próximas produções.

Segundo o site, a mudança de ideia aconteceu há alguns meses, após Alan Horn, presidente do Walt Disney Studios, conversar várias vezes com o diretor e se comover com o pedido de desculpas público que ele fez.

Essa informação chega pouco tempos depois de Gunn ser anunciado como o diretor da "meio sequência, meio reboot" de Esquadrão Suicida, que faz parte do universo cinematográfico da dupla rival DC e Warner Bros.

Com isso no caminho, a produção de Guardiões da Galáxia vol. 3 deve começar apenas após a conclusão do novo projeto do cineasta.

James Gunn foi responsável  pelos dois primeiros filmes dos Guardiões da Galáxia, havia sido demitido pela Disney e pela Marvel, em julho do ano passado, do cargo de diretor do terceiro filme da franquia. O motivo da decisão: o ressurgimento de tuítes que ele postou entre 2008 e 2009, nos quais fazia piada sobre estupro e pedofilia.