Jared Leto diz que se inspirou “parcialmente” em David Bowie para interpretar Coringa

Recentemente, o ator e músico também comentou que “muito do que foi filmado não entrou” em Esquadrão Suicida

Redação Publicado em 08/08/2016, às 18h34 - Atualizado às 18h44

Jared Leto interpreta o palhaço psicótico Coringa em novo longa do universo expandido DC.

Ver Galeria
(2 imagens)

O filme Esquadrão Suicida estreou na última quinta, 4, dividindo opiniões entre fãs e crítico ao redor do mundo. Um dos vilões retratados no longa, o Coringa, interpretado por Jared Leto, já tinha dado muito o que falar nos meses anteriores à estreia, e, em nova entrevista, o ator voltou a comentar sobre o personagem dele.

Desta vez, ele revelou que foi inspirado “parcialmente” por David Bowie, que morreu no último mês de janeiro. “Conversamos sobre [Bowie] um pouco – mas não necessariamente a música de David, mas sim a classe, elegância e atemporalidade dele”, disse Leto, sobre a construção do personagem, ao semanário britânico NME.

LEIA TAMBÉM

[Crítica] Esquadrão Suicida (2016)

[Preview Cinema] o que vai estrear de interessante nos próximos meses

Jared Leto enviou camisinhas usadas para elenco de Esquadrão Suicida

Para dar vida ao Coringa, Leto não saiu do personagem em nenhum momento no set de Esquadrão, tendo enviado uma série de “presentes” bizarros – entre eles porcos mortos, ratos vivos, camisinhas usadas, brinquedos sexuais, balas de revólver e um vídeo macabro dele mesmo dando vida ao Coringa – a Will Smith, Margot Robbie e Adewale Akinnuoye-Agbaje, com quem divide cenas no longa.

Em entrevista ao IGN norte-americano, contudo, Leto comentou que apenas uma pequena parte do que foi filmado entrou no corte final. “Teve alguma coisa que não foi cortada? Estou perguntando a vocês, teve algo lá que não foi cortado?”, disse ele a jornalistas do site. “Muitas cenas foram tiradas do filme, não posso nem começar a falar. Tem tenta coisa filmada que não foi parar no filme.”

Segundo o Consequence of Sound, contudo, Leto – que também é líder da banda Thirty Seconds to Mars – tem interesse em fazer um filme solo do vilão. “Acho que seria ótimo”, disse ele ao NME. “Ir mais fundo no Coringa, expandir a história e aprender um pouco mais sobre este cara doente, perverso e esquisito – mas amável.”