Jay-Z lança música e ataca os críticos de sua viagem a Cuba

Rapper e a esposa Beyoncé foram questionados por políticos norte-americanos sobre a permissão para visitar a ilha; ouça aqui

Rolling Stone EUA Publicado em 11/04/2013, às 10h31 - Atualizado às 14h56

Beyoncé e Jay-Z - Cuba
AP

Embora Jay-Z tenha permanecido em silêncio frente a todo o furor causado pela viagem que ele fez a Cuba com Beyoncé na semana passada, celebrando o aniversário de casamento, ele certamente estava prestando atenção. O rapper decidiu falar na manhã desta quinta-feira, 11, com a música “Open Letter”, que pode ser traduzida para português como “carta aberta”, endereçada àqueles que os criticaram.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Na faixa, produzida por Timbaland e Swizz Beatz, Jay-Z ridiculariza os eleitos. “Políticos nunca fizeram merda alguma por mim / Exceto mentir para mim, distorcer a história”, rima ele. “Querem me mandar para a prisão e me multar / Tudo bem, deixem-me cometer um crime de verdade.”

Três políticos republicanos do Congresso, descendentes de cubanos, vindos da Flórida, têm questionado se Jay-Z e Beyoncé tinham permissão para viajar para Cuba, algo que é necessário dentro dos termos do embargo comercial imposto pelos Estados Unidos contra a ilha comunista. O casal afirma que conseguiu a permissão necessária para a viagem, descrita por eles como uma missão cultural.

Embora não mencione os políticos pelo nome, Jay-Z não se mostrou afetado pelas objeções levantadas pelo senador Marco Rubio e pelos representantes Ileana Ros-Lehtinen e Mario Diaz-Balart, citando a música “Idiot Wind” enquanto ele se descreve como “o Bob Dylan do rap”. Jay-Z continua: “Você é um idiota, baby, você deveria se tornar um estudante”.

Ouça “Open Letter” no player abaixo: