Pulse

Jennifer Aniston sente falta de ver elenco de Friends todos os dias

Em entrevista, atriz contou como a série ajudou a formar a autoconfiança e como tudo agora a deixa nostálgica

Redação Publicado em 08/08/2019, às 19h27

None
Jennifer Aniston (Foto: Chris Pizzello/Invision/AP)

Jennifer Aniston viu a sua carreira decolar ao dar vida a Rachel Green, uma das seis protagonistas da série Friends, de 1994. Na época com 25 anos, a atriz se sentia um pouco intimidada com as câmeras e a atenção, como revelou em uma entrevista ao In Style nesta terça, 6. 

Mas a série fez dois favores para a estrela: o primeiro deles, ensinou-a a ser uma pessoa confiante e grata. O segundo, permitiu que vivesse, entre 1994 e 2004, os melhores anos da sua vida ao lado de Courtney Cox (Monica), Lisa Kudrow (Phoebe), Matt LeBlanc (Joey), Matthew Perry(Chandler) e David Schwimmer (Ross).

+++ LEIA MAIS: Astro de Friends, Matthew Perry vive isolado em quarto de hotel e só sai para ir ao hospital, diz site 

“Quando Friendscomeçou, éramos tão impressionáveis. Nós não pudíamos acreditar no que estava acontecendo, e não fazíamos ideia do que vivíamos,” relembrou Aniston. “Courtney postou no Instagram esses dias uma foto antiga da gente juntos em um jatinho antes do programa ir ao ar. Eu lembro que não entendia que aquela seria minha vida. Tanta gratidão…” 

“Comecei a me sentir confiante comigo mesma em Friends,” comentou, ainda, relembrando a dificuldade que tinha para fazer fotos. “De certa maneira, estar lá era um exercício de confiança. Nós nos ajudávamos bastante, e sinto falta daquele tempo. Ter um emprego era incrível, só alegria. Sinto falta de estar sempre com pessoas que amo demais e respeito mais que tudo. Então, sim, nesses dias, sou bem nostálgica. Tudo me deixa ‘aww.” 

+++ LEIA MAIS: Saúde de Matthew Perry estaria impedindo reunião de Friends e preocupa colegas 

Depois de parar de viver Rachel de Friends, Aniston continuou relevante no show business, estrelando em diversos filmes. O último deles é Mistério no Mediterrâneo, da Netflix, lançado em 2019. 

+++ LISTA: 13 segredos de 'Ladrão', o terceiro disco do Djonga e um dos melhores de 2019