Jimmy Chamberlin deixa o Smashing Pumpkins

Após reunião em 2006, Billy Corgan comunica que o baterista não faz mais parte da banda

Da redação Publicado em 24/03/2009, às 15h58

O site oficial do Smashing Pumpkins noticiou nesta semana a saída do baterista Jimmy Chamberlin da banda. Escrito por Billy Corgan, o pequeno comunicado não deixou claro quais foram os motivos que levaram Jimmy a tomar tal decisão.

O vocalista, porém, afirmou que continuará os trabalhos com a banda, já que pretende entrar em estúdio em breve.

Nesta terça, 24, Jimmy Chamberlin dedicou um post inteiro em seu blog para explicar os motivos de sua saída: "Eu digo, sem incorrer em detalhes desnecessários, que foi uma decisão positiva para mim". "Não posso mais contribuir com toda minha energia em algo que não possuo por completo. Sem drama e essas coisas... Fico feliz pelo Billy continuar com o nome Smashing Pumpkins. Está tudo certo", finaliza.

Chamberlin entrou para o Smashing Pumpkins em 1988, um ano após a formação do grupo, na cidade de Chicago. Participou de Siamese Dream (1993) e Mellon Collie And The Infinit Sadness (1995), álbuns de maior repercussão da banda.

A primeira separação do Pumpkins ocorreu em 2000. Seis anos depois, Corgan e Chamberlin voltaram à ativa, mas com mudanças na formação: James Iha (guitarra) e D'arcy Wretzky (baixo) deram lugar a Jeffrey Schroeder, Ginger Reyes e Lisa Harriton. Com essa formação, gravaram o mais recente disco da banda, Zeitgeist, de 2007.