Pulse

Jimmy Page relembra quando o Led Zeppelin teve show brutalmente atacado pela polícia na Itália

Depois da ação policial, o Led Zeppelin nunca mais tocou em solo italiano

Redação Publicado em 06/07/2019, às 14h00

None

"Neste dia, em 1971...", assim começa o post de Jimmy Page, ex-guitarrista do Led Zeppelin, a respeito da noite de 5 de julho daquele ano, quando o show do Led Zeppelin foi brutalmente interrompido pela polícia italiana.

Page segue o post: "eu toquei com o Led Zeppelin no Velodrome, em Milan, mas só conseguimos mostrar algumas músicas antes da polícia disparar bombas de gás lacrimogêneo no público e na banda".

+++ LEIA MAIS: Disco do Led Zeppelin realmente vendeu mais que os álbuns dos Beatles?

Na ocasião, foi organizado um festival de música no estádio milanês e o Led Zeppelin era uma atração aguardada, já com três discos lançados, os três com o nome da banda seguido do seu numeral em algarismos romanos, I, II e III.

A banda foi capaz de tocar seis música naquela noite: "Immigrant Song", "Heartbreaker",
"Since I've Been Loving You", "Black Dog", "Dazed and Confused" e "Whole Lotta Love".

"Foi claramente uma operação premeditada", conta Page. Reportagens da época citavam uma ação policial contra gangues juvenis descritas como "hooligans".

+++ ASSISTA: Robert Plant toca Immigrant Song, do Led Zeppelin, pela primeira vez em 23 anos

"Perdemos parte do nosso equipamento naquela noite", revelou o guitarrista, "e também o nosso entusiasmo em voltar a tocar na Itália."

De fato, aquela foi a única apresentação do Led Zeppelin em solo italiano.

Veja as imagens do post de Jimmy Page abaixo (se você acessou essa notícia por meio do Facebook e a imagem não aparecer, clique aqui para ir para o post guitarrista)

+++ SESSION ROLLING STONE: Cynthia Luz acredita no amor puro com "Não Sou Sem Nós"