J.J. Abrams diz que “está só começando” no novo filme de Stars Wars

O diretor contou que achou pontos em comum com a franquia Star Trek

RJ Cubarrubia Publicado em 25/03/2013, às 14h36 - Atualizado às 16h00

J.J. Abrams
AP

Agora que Além da Escuridão - Star Trek está perto de ser lançado, o diretor J.J. Abrams está voltando sua atenção para o revival de Star Wars, que é seu próximo projeto. Apesar de as franquias de ficção científica espacial contarem histórias bem diferentes, Abrams encontrou coisas em comum entre elas, conforme contou à revista Empire em uma nova entrevista. Fã de longa data de Star Wars, ele explica que está “apenas começando” no Episódio VII.

Arquivo RS: em 1983, George Lucas estava às voltas com O Retorno de Jedi, desfecho da primeira trilogia Star Wars. Ele já se preocupava com o futuro da saga e como aproveitaria o tempo livre quando deixasse essa história para trás.

"Existem infinitamente mais perguntas do que respostas, por enquanto. Mas para mim, [as franquias] não são não diferentes", ele disse, relacionando Star Wars e Star Trek. "Apesar de eu ter me relacionado de maneiras muito distintas com cada uma, elas se encontram quando o assunto é o quão empolgante é tudo isso. E apesar de e nunca ter sido fã de Star Trek, eu sentia que havia uma versão da história que me animaria, que me faria pensar ‘isso é legal, isso me parece certo, eu ia querer assistir a isso.’”

Ele continuou: "Como a gente chegaria lá, quais seriam as escolhas, quem estaria no elenco – todas essas eram coisas que eu sabia que teriam que ser resolvidas, mas era tudo calcado na base dessa paixão indescritível e gutural por tudo aquilo que poderia ser. É um sentimento semelhante que tenho com Star Wars. Sinto que posso identificar uma fome pelo que gostaria de ver novamente e isso é um lugar extremamente empolgante pelo qual se começar um projeto. Os filmes e os mundos não poderiam ser mais diferentes, mas essa sensação de que há algo incrível aqui é o elemento que eles compartilham.”

Abrams também afirmou que Steven Spielberg tem lhe "dado muito apoio" e explicou a razão pela qual ele aceitou o projeto, depois de ter inicialmente dito não, no ano passado. "Minha primeira reação foi que eu estava no meio do trabalho no filme de Star Trek e não dava nem para considerar. Mas aí o tempo passou e fui chegando mais longe no trabalho no longa e alcançando um ponto em que já tinha dado conta da maior parte da porção mais pesada", ele disse. “Então, quando me encontrei com [a presidente da Lucasfilm] Kathy Kennedy começamos a debater e eu pude participar de verdade da conversa. Eu fui contar para Katie, minha esposa, e disse ‘tive uma conversa muito interessante com Kathy.' Esse foi o começo."

A Disney comprou a Lucasfilm e a franquia Star Wars no último mês de outubro, quando anunciou os planos de filmar uma nova trilogia, sendo que o primeiro Episódio deve sair em 2015. Na semana passada, Harrison Ford deu a entender que ele e seus colegas de elenco Mark Hamill e Carrie Fisher estarão no elenco do novo longa.