J.K. Rowling desvenda mitos e verdades sobre as origens de Harry Potter

Em meio à quarentena, a autora tem respondido aos questionamentos do público sobre o "nascimento" da franquia

Redação Publicado em 25/05/2020, às 17h00

None
JK Rowling (Foto: Joel Ryan/AP)

Nos últimos dias, em meio à quarentena, J.K. Rowling tem desvendado alguns mitos e verdades sobre as origens da franquia Harry Potter.

+++ LEIA MAIS: Harry Potter: 5 vezes que Dumbledore foi o bruxo mais irresponsável do mundo mágico [LISTA]

A revista Vanity Fair, que compilou as respostas mais relevantes de J.K. aos questionamentos do público sobre os locais - como cafeterias e bibliotecas - que  realmente a inspiraram enquanto ela criava a série - incluindo a famosa cafeteria Elephant Room, em Edimburgo, que muitos acreditam ser o “berço” de Harry Potter.

+++ LEIA MAIS: Por que A Pedra Filosofal mudou completamente começo do livro de Harry Potter?

No Twitter, J.K. explicou: “Eu já escrevia Potter há vários anos antes de colocar os pés neste café, então não é o local de nascimento. Mas eu escrevi lá, sim.”

Ela também refutou a teoria comum de que uma biblioteca em Portugal serviu de modelo para a famosa escola de bruxos. “É linda e eu gostaria de tê-la visitado, mas não tem nada a ver com Hogwarts”, disse ela.

Além disso, J.K. afirmou que o Beco Diagonal não foi inspirado em uma rua antiga em York, Inglaterra, apesar dos inúmeros habitantes da cidade que dizem o contrário. “Eu nunca vi ou fui ao Shambles”, ela escreveu na rede social

"Um passeio sincero pelas 'inspirações' de HP envolveria um guia de papelaria apontando a vareta para uma foto da minha mente", acrescentou a autora. "Seria divertido, mas ninguém compraria ingessos."

+++ LEIA MAIS: 5 curiosidades que provam como Harry Potter tem o elenco perfeito para os personagens

 


+++ VITOR KLEY | A TAL CANÇÃO PRA LUA | SESSION ROLLING STONE