J.K. Rowling devolve o prêmio de Direitos Humanos após comentários transfóbicos

A autora da aclamada saga Harry Potter fez comentários transfóbicos nas redes sociais

Redação Publicado em 28/08/2020, às 14h54

None
J.K. Rowling (Foto: John Phillips / Getty Images)

Após comentários transfóbicos feitos nas redes sociais, J.K. Rowling anunciou que devolverá o prêmio Ripple of Hope (Onda de Esperança, em tradução livre), da organização Robert F. Kennedy Human Rights, 'RFKHR', (Direitos Humanos Robert F. Kennedy, em tradução livre), que a autora de Harry Potter havia recebido em 2019. As informações são do The Guardian

+++LEIA MAIS: Fandoms de Harry Potter se unem contra comentários transfóbicos de J.K. Rowling; entenda

No início deste mês, Kerry Kennedy, ativista e presidente da RFKHR, disse em uma declaração que estava “decepcionada” com os “tuítes e declarações transfóbicas profundamente perturbadores” feitos pela autora de Harry Potter.

Ainda na declaração, Kennedy completou que os “ataques à comunidade trans são inconsistentes com as crenças e valores fundamentais da RFKHR e representam um repúdio à visão de meu pai.”

+++LEIA MAIS: Daniel Radcliffe rebate comentários transfóbicos de J.K. Rowling: ‘Sinto que devo dizer algo’

Em um comunicado oficial, publicado nesta quinta, 27, J.K. Rowling afirmou que não acredita ser correto o posicionamento de Kerry Kennedy, porque a ativista a chamou de transfóbica e “responsável por machucar pessoas trans”.

“Por causa do sério conflito de pontos de vista entre mim e a RFKHR, sinto que não tenho opção a não ser devolver o prêmio Ripple of Hope concedido a mim no ano passado”, escreveu Rowling

+++LEIA MAIS: J.K. Rowling tenta amenizar comentários transfóbicos em nova série de tuítes

A autora concluiu: "Nenhum prêmio ou designação, não importa minha admiração pela pessoa que o recebeu, significa tanto para mim que eu perderia o direito de seguir as regras de minha própria consciência."

Entenda o caso e como J.K. Rowling pode estragar o legado de Harry Potter.


+++ XAMÃ: MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO, DE NIRVANA A TUPAC