J.K. Rowling ganha processo sobre revelação de pseudônimo

Escritora resolveu doar indenização para instituição de caridade

Redação Publicado em 31/07/2013, às 15h03 - Atualizado às 15h08

JK Rowling
AP

J.K. Rowling não gostou quando alguém revelou que ela era quem tinha escrito o romance Cuckoo’s Calling, publicado sob o pseudônimo Robert Galbraith, e entrou a justiça contra os responsáveis pelo vazamento da informação. Nesta quarta, 31, o juiz deu veredito a favor da autora de Harry Potter.

Livros banidos e censurados: Harry Potter.

O responsável foi o advogado Chris Gossage , sócio da firma contratada por Rowling, que admitiu que contou qual a identidade real de Galbraith a Judith Callegari, amiga de sua esposa, que por sua vez mandou uma dica pelo Twitter ao jornal Sunday Times, que investigou e publicou o caso.

A escritora não compareceu à corte, mas tanto Gossage como Callegari se desculparam publicamente e arcaram com os custos do processo. Eles também vão pagar a indenização, de valor não divulgado, que será encaminhada como doação para uma instituição de caridade britânica.