J.K. Rowling lamenta morte de Caio César, dublador brasileiro de Harry Potter

Jovem de 27 anos era da polícia militar do Rio de Janeiro e foi vítima de um tiro durante uma patrulha

Redação Publicado em 01/10/2015, às 15h26 - Atualizado às 15h48

Caio Cesar Ignácio Cardoso de Melo, dublador de Harry Potter.
Reprodução/Vídeo

Autora dos livros da saga Harry Potter, a escritora britânica J.K. Rowling lamentou publicamente a morte do jovem Caio César de Melo, de 27 anos, dublador brasileiro que fazia a voz de Daniel Radcliffe na versão brasileira dos filmes. Ele foi vítima de um tiro na última quarta, 30.

Harry Potter ganhará peça de teatro, anuncia J.K. Rowling.

Além de dublador, Melo era soldado da polícia militar e acabou sendo baleado enquanto realizava uma patrulha de rotina na UPP Fazendinha, no Rio de Janeiro. Chegou a ser levado ao hospital Getúlio Vargas, mas não resistiu aos ferimentos.

Eddie Redmayne será o protagonista de spin-off da saga Harry Potter.

“Desesperadamente triste de saber que Caio Cézar, a voz brasileira de Harry Potter, morreu aos 27 anos. Meus pensamentos estão com a família dele”, escreveu a autora no Twitter.

"Se Harry Potter nos ensinou algo, é que ninguém deve viver no armário", diz J.K. Rowling.

A morte foi lamentada por vários sites de fãs e gerou homenagens na internet. Em comunicado, a Warner Bros. também prestou condolência. “Com seu imenso talento, Caio contribuiu para o carinho que o público sente pelo personagem e pelo sucesso da franquia. Foi um prazer ter Caio na família Warner Bros. Pictures Brasil em todos estes anos. Ele se tornou a voz de Harry Potter para uma geração de fãs e estará sempre em nossos corações”, escreveu a empresa.