Morre Joan Didion, influência do novo jornalismo e grande escritora, aos 87 anos

Joan Didion ficou conhecida pela habilidade de dar uma notícia com requintes literários

Redação Publicado em 23/12/2021, às 15h13

None
Joan Didion morre aos 87 anos (Foto: Darren McCollester/Getty Images)

Joan Didion, uma das maiores jornalistas estadunidenses do Século XX, morreu nesta quinta, 23. Publicada pelo New York Times, a notícia informa que ela morreu devivo ao mal de Parkinson, em Manhattan, Nova York, onde morava.

Didion é considera um ícone do novo jornalismo - uma forma fluida, vivaz e narrativa de escrever notícias, e o ideal da imprensa escrita por toda a segunda metade do Século XX. Ela introduziu o estilo em textos sobre a vida em Los Angeles, Califórnia, a partir dos anos 1960, e chamou atenção pelo modo como descrevia o grande movimento contracultural. 

Aproveitando a habilidade literária na máquina de escrever, Joan publicou diversos livros, pelos quais ganhou alguns dos mais importantes prêmios de literatura dos EUA. Também tem muitos prêmios e honras acadêmicas - além de ser parte essencial do estudo de jornalismo no mundo ocidental.

Em 2017, a jornalista ganhou um documentário biográfico na Netflix. A sinopse indica: “A icônica cronista americana Joan Didion reflete sobre sua prolífica carreira e batalhas pessoais neste documentário dirigido pelo seu sobrinho, Griffin Dunne.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by didiondoc (@didiondoc)