Joaquin Phoenix pode substituir Edward Norton em Os Vingadores

Papel do Incrível Hulk no filme, que reúne os maiores super-heróis da Marvel, ficou livre após estúdio dispensar Norton por ele "não preencher os requisitos necessários para integrar o elenco"

Da redação Publicado em 13/07/2010, às 12h05

Joaquin Phoenix pode ser o novo Incrível Hulk em Os Vingadores

Ver Galeria
(3 imagens)

Atualizada às 12h

Mal Edward Norton foi descartado do papel do Incrível Hulk, em Os Vingadores, e já há rumores de um nome para substituí-lo: Joaquin Phoenix, segundo informou o site Chud. De acordo com a publicação, a Warner Bros. já teria conversado com o ator sobre o assunto.

A notícia é de se estranhar, já que, em outubro de 2008, Phoenix anunciou sua aposentadoria das telonas para se lançar como cantor de rap. No festival de Cannes do ano passado, apresentou I'm Still Here: The Lost Year of Joaquin Phoenix, documentário dirigido por Casey Affleck, irmão do ator Ben, que pretendia mostrar a transição da sua carreira de ator para a de rapper. No entanto, o filme chocou a todos e colocou em dúvida a sanidade de Phoenix. Ao contrário de uma espécie de Borat, como aparentava ser, o documentário mostrava imagens do ator cheirando cocaína, ligando para prostitutas, ameaçando seus assistentes e cantando rap muito mal, além de exibir cenas pesadas de nudez.

Dirigido por Joss Whedon (Buffy - A Caça Vampiros), Os Vingadores vai reunir alguns dos maiores super-heróis da Marvel, como o Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), Thor (Chris Hemsworth), Capitão América (Chris Evans), Viúva Negra (Scarlett Johansson), Nick Fury (Samuel L. Jackson) e o Incrível Hulk.

A previsão de estreia de Os Vingadores é para 4 de maio de 2012, nos EUA, e, ao que tudo indica, informações oficiais devem ser anunciadas durante a Comic-Con, em San Diego, Califórnia, que acontece a partir do próximo dia 22.

Entenda a polêmica

Tudo começou na última sexta-feira, 9, quando a Marvel Studios anunciou que Norton, protagonista de O Incrível Hulk (2008), não faria mais parte do elenco para "contenção de despesas". Depois da repercussão, o diretor do estúdio, Kevin Feige, enviou um comunicado justificando: "Nossa decisão não foi baseada em questões monetárias, mas sim na necessidade de um ator que represente a criatividade e espírito colaborativo do resto do nosso elenco. Os Vingadores precisa de atores que desejam trabalhar como um elenco. (...) Nós estamos procurando um nome para anunciar, que preencha todos esses requisitos, já para as próximas semanas."

Em resposta ao comunicado, Brian Swardstrom, agente de Norton, disse que a declaração de Feige foi "ofensiva e tem a intenção declarada de dar a impressão errada e inapropriada sobre o ator". Segundo o empresário, estava tudo certo para Norton reprisar o papel em Os Vingadores e que o ator estava extremamente empolgado.

"(...) A Marvel fez uma proposta financeira a ele e os dois lados começaram uma negociação de boa fé. Na última quarta-feira, depois de várias semanas de discussões, mas antes de finalizarmos tudo, um representante da Marvel ligou para dizer que eles decidiram seguir outra direção para o papel. Nos pareceu ser uma decisão financeira mas, qualquer que seja o caso, foi uma prerrogativa totalmente deles e aceitamos a decisão sem ressentimentos", explicou Swardstrom. "Sabemos que muitos fãs expressaram seu desapontamento com o resultado, mas isso não é desculpa para o tratamento dado por Feige, com acusações. Ao contrário do que Kevin diz, Edward estava ansioso para trabalhar com Joss e com os outros atores do elenco, muitos dos quais são amigos dele. A declaração de Feige não é profissional e é claramente difamatória. O talento, ética e trabalho duro de Norton merecem mais respeito assim como os fãs da Marvel", finalizou.