Joaquin Phoenix vai produzir documentário sobre a capacidade de animais em sentir dor e felicidade: 'Uma meditação visceral sobre existência'

O astro de Coringa tem se mostrado bastante vocal e ativo em relação a temas ao redor do veganismo e crueldade animal

Redação Publicado em 25/02/2020, às 10h00

None
Joaquin Phoenix discursa após receber Oscar por Coringa em 2020 (Foto: Chris Pizzello/Invision/AP)

Joaquin Phoenix tem mostrado cada vez mais a disposição incansável que tem para defender e dar suporte a causas veganas. E recentemente, foi revelado que o astro de Coringa está produzindo um documentário sobre a capacidade dos animais em sentir prazer, felicidade e dor.

O filme, intitulado Gunda, tem direção assinada pelo cineasta russo Victor Kossakovsky, e terá como foco principal examinar o dia-a-dia de uma porca e outros três animais que vivem com ela em uma fazenda: duas vacas e uma galinha com apenas uma pata.

+++LEIA MAIS: Joaquin Phoenix salva vaca e bezerra de matadouro nos EUA; assista ao vídeo

Em entrevista ao Screen Daily, Phoenix contou que a ideia do longa o comoveu muito, e descreveu o documentário como uma "meditação visceral sobre existência". Para o ator, o objetivo de Gunda é mudar a forma como as pessoas entendem a inteligência animal. 

"Gunda apresenta uma perspectiva fascinante sobre a senciência [capacidade dos seres em sentir sensações e sentimentos de forma consciente] dentro das espécies animais que, normalmente – e talvez até propositalmente – ficam escondidas da nossa visão", acrescentou.

+++LEIA MAIS: Oscar 2020: Joaquin Phoenix discursa sobre temas urgentes: 'Devemos usar nossas vozes para os que não têm voz'

Para Phoenix, esse é "um filme de importância e teor arstístico profundos".

Após o discurso feito na cerimônia do Oscar 2020, no qual criticou a crueldade humana e o complexo de superioridade que temos em relação aos animais, o astro recebeu ataques de fazendeiros que criam animais para a venda de carne.


+++ SESSION ROLLING STONE: RUBEL TOCA MANTRA