Jogadores divulgam manifesto contra Copa América, mas afirmam: 'Nunca diremos não à Seleção'

No documento, atletas da Seleção Brasileira demonstram descontentamento com realização da Copa América, mas negam boicote ao evento

Redação Publicado em 09/06/2021, às 10h54

None
Neymar e Óscar Romero durante jogo contra Paraguai nas Eliminatórias da Copa do Mundo (Foto: Christian Alvarenga/Getty Images)

Após a seleção brasileira vencer o Paraguai por 2 a 0 na terça, 8, nas Eliminatórias da Copa do Mundo, os jogadores publicaram um manifesto nas redes sociais em que se posicionam contra a realização da Copa América no Brasil. O documento, contudo, também afirma não haver boicote ao campeonato.

Desde o anúncio da realização da Copa América no Brasil, a decisão dos jogadores participarem ou não do campeonato foi um assunto de destaque nas redes sociais. Os atletas anunciaram a participação na segunda, 7, mas também demostraram insatisfação com a organização - e prometeram divulgar o manifesto com a posição oficial do time após o jogo contra o Paraguai na terça, 8.

+++LEIA MAIS: Governo Bolsonaro não consultou OMS para decidir sobre Copa América

"Somos um grupo coeso, porém com ideias distintas. Por diversas razões, sejam elas humanitárias ou de cunho profissional, estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil", explica o documento.

Segundo o O Globo, o manifesto foi divulgado em conjunto com a comissão técnica, e demonstra a insatisfação com a condução da Copa América. Anteriormente, os jogadores também explicaram estar descontentes com o então presidente da CBF, Rogério Caboclo, afastado do cargo no domingo, 6, após acusações de assédio moral e sexual.

+++LEIA MAIS: Liam Gallagher critica Neymar na web e brasileiros respondem: 'Skank que deu errado'

"É importante frisar que em nenhum momento quisemos tornar essa discussão política. Somos conscientes da importância da nossa posição, acompanhamos o que é veiculado pela mídia e estamos presentes nas redes sociais. Nos manifestamos, também, para evitar que mais notícias falsas envolvendo nossos nomes circulem à revelia dos fatos verdadeiros," explicaram.

Apesar das críticas, os jogadores negaram boicote ao evento, e concluíram: "Por fim, lembramos que somos trabalhadores, profissionais do futebol. Temos uma missão a cumprir com a histórica camisa verde amarela pentacampeã do mundo. Somos contra a organização da Copa América, mas nunca diremos não à Seleção Brasileira."

+++LEIA MAIS: Além do futebol: 9 músicas e filmes que se inspiraram em Neymar [LISTA]

Confira o manifesto na íntegra (via Folha):

"Quando nasce um brasileiro, nasce um torcedor. E para os mais de 200 milhões de torcedores escrevemos essa carta para expor nossa opinião quanto a realização da Copa América.

Somos um grupo coeso, porém com ideias distintas. Por diversas razões, sejam elas humanitárias ou de cunho profissional, estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil.

Todos os fatos recentes nos levam a acreditar em um processo inadequado em sua realização.

É importante frisar que em nenhum momento quisemos tornar essa discussão política. Somos conscientes da importância da nossa posição, acompanhamos o que é veiculado pela mídia mídia estamos presentes nas redes sociais. Nos manifestamos, também, para evitar que mais notícias falsas envolvendo nossos nomes circulem à revelia dos fatos verdadeiros.

Por fim, lembramos que somos trabalhadores, profissionais do futebol. Temos uma missão a cumprir com a histórica camisa verde amarela pentacampeã do mundo. Somos contra a organização da Copa América, mas nunca diremos não à Seleção Brasileira."


+++ URIAS: 'AS PESSOAS ESTÃO COMEÇANDO A ENTENDER MAIS DE MIM' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL