John Fogerty está "aberto" a uma reunião do Creedence Clearwater Revival

Em entrevista, cantor diz que não tem mais raiva dos ex-companheiros de banda

Por Matthew Perpetua Publicado em 12/07/2011, às 14h02

John Fogerty se diz disposto a sentar para conversar sobre uma reunião do Creedence Clearwater Revival
Reprodução/Facebook Oficial

Após anos de mágoas com seus antigos companheiros de banda, John Fogerty suavizou sua posição em relação a uma reunião do Creedence Clearwater Revival. Em entrevista ao jornal canadense Calgary Herald, Fogerty disse que ele não sente mais um intenso ressentimento em relação ao baixista Stu Cook e ao baterista Doug Clifford. Fogerty se recusou a aparecer com ambos quando a banda entrou para Hall da Fama do Rock and Roll, em 1993, e processou a dupla quando começaram a se apresentar com o nome Creedence Clearwater Revisited, em 1997.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil - na íntegra e gratuitamente!

"Anos atrás, eu olhava para as pessoas e estava tão cheio de algumas emoções que diria 'absolutamente não!'", disse Fogerty, questionado sobre a possibilidade de se reunir à banda. "Eu tenho de admitir, vieram me perguntar recentemente e, apesar de eu não ter ideia de como um evento assim poderia acontecer, eu posso dizer que não há mais aquele tom bombástico em minha voz, na negação, na recusa. É mais: 'Bem, sei lá'. Nunca diga nunca é o que eu acho que as pessoas dizem. Nesta vida, todo tipo de coisa estranha pode vir a acontecer."

Até o momento, Fogerty não possui planos de ir atrás de uma reunião, mas está aberto a dar uma chance. "Percebendo que é algo que não inicia uma grande tempestade de emoções, isso sugere que pelo menos se alguém começar a falar [sobre isso], eu vou sentar para ouvir", diz ele.