John Frusciante confirma saída do Red Hot Chili Peppers

“Não houve drama ou raiva", disse o guitarrista, que já não toca com o Red Hot Chili Peppers há um ano

Da redação Publicado em 17/12/2009, às 13h14

O guitarrista John Frusciante usou o seu blog para confirmar que não faz mais parte do Red Hot Chili Peppers. A saída ocorreu "há um ano", quando a banda estava em "hiato indefinido", escreveu o músico, ratificando a informação entregue no começo da semana por uma fonte do site MusicRadar.

Continuou: "Não houve drama ou raiva, e os outros caras foram bastante compreensivos. Eles apoiam que eu faça qualquer coisa que me deixe feliz, e isso vale para os dois lados".

Frusciante resume os motivos que o levaram a se distanciar do conjunto: "Para pôr de forma simplificada, meus interesses musicais me colocaram em rota diferente. Durante todo o meu tempo na banda, estava muito animado com explorar as possibilidades musicais inerentes a uma banda de rock, e fazer isso com aquelas pessoas em particular. Há dois anos, comecei a sentir a mesma animação de novo, mas desta vez foi por fazer um tipo diferente de música, sozinho, e ser meu próprio engenheiro".

No começo do ano, em entrevista ao mesmo MusicRadar, Frusciante já dava pistas sobre sua desconexão do Red Hot. Ele então se mostrou incapaz de responder perguntas básicas sobre a banda - para responder sobre os rumos do grupo, fez uma pausa de cerca de 30 segundos antes de anunciar, um tanto perdido, que eles estavam "sem planos". Também não quis se apresentado como "o guitarrista do Red Hot Chili Peppers": preferia ser reconhecido apenas como "guitarrista".

"Entendo e valorizo que meu trabalho com eles signifique bastante para muitas pessoas, mas preciso perseguir meus interesses. Para mim, arte nunca foi algo que devesse ser cumprido com um senso de dever. É algo que faço porque é realmente divertido, excitante e interessante. Pelos últimos 12 anos, eu mudei, como pessoa e artista, a tal nível que realizar próximos trabalhos da forma que eu fazia com a banda seria contra minha própria natureza. Não houve escolha envolvida na minha decisão. Eu simplesmente tenho que ser o que sou, e fazer o que preciso fazer", disse.

Frusciante se juntou à banda, da qual era fã, no final dos anos 80, como substituto de Hillel Slovak, morto por uma overdose de heroína em 1988. Saiu da banda em 1991, e retornou em 1998. De acordo com o MusicRadar, o posto vago do Red Hot Chili Peppers está temporariamente a cargo de Josh Klinghoffer. O guitarrista já trabalhou com o grupo californiano na turnê do disco Stadium Arcadium, em 2007, e tem inclusive várias colaborações com Frusciante. Também tocou com Beck, Gnarls Barkley e PJ Harvey, entre outros.